20 de out de 2009

Cometas

 A Via-Láctea é percorrida por cometas cujas órbitas são tão grandes que, após uma passagem, levam séculos para retornar às proximidades do Planeta Terra. Cometa em grego quer dizer "Astro com Cabeleira". O cometa tem formato alongado e apresenta um núcleo de luminosidade intensa em uma das extremidades - a cabeça. Em volta desta, existe uma espécie de aura de claridade difusa, e a cabeleira que se prolonga num apêndice translúcido e brilhante forma a cauda. Os cientistas acham que a cabeça do cometa é constituída de matéria sólida que mantém um constante movimento de rotação sobre si mesma. Seu núcleo é formado de blocos de gelo fragmentados, rochas e poeira. Ao passar pelo Sol, essa matéria se aquece e expulsa certo número de moléculas, se tornando mais brilhante.

 Massa
Apesar de belos, os cometas são astros de pouca consistência. Sua massa é tão reduzida que 1 km cúbico de cauda pesa apenas 5g, enquanto que a mesma medida de água do mar pesa 1 bilhão de toneladas.

Tipos de cometas
Existem cometas grandes e pequenos, apagados e brilhantes. Dos quase cem que se conhecem, os mais brilhantes e maiores são o de Encke (que aparece a cada 3 anos), o de Biela e o de Halley, sendo que este último realiza uma volta completa a cada 76 anos, sendo que o o último passou aqui em 1986.

Órbita
Os cometas são pequenos corpos celestes de alguns quilômetros de dimensão, que pertencem ao sistema solar e nele descrevem órbitas geralmente muito alongadas, que o conduzem ora para perto do Sol e da Terra, ora para os confins do Sistema Solar. Apesar de serem vistos como um objeto de terror para os povos antigos, a possibilidade de choque de um cometa contra nosso planeta é quase nula.

Origem dos cometas
A teoria mais aceita é a de que os cometas se originam de uma nuvem de gelo e rochas situada na periferia do Sistema Solar, a cerca de 20 trilhões de quilômetros do Sol. Este "ninho de cometas" é chamado de nuvem de Oort. Sendo assim, os cometas teriam a mesma idade do sistema solar e seriam um dos remanescentes mais primitivos desta nuvem original.
Fonte: Wikipédia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...