11 de abr de 2010

Telescópio espacial CoRoT

O telescópio espacial CoRoT faz parte de uma missão astronômica e astrofísica, que observará 120 mil estrelas dentro do disco da Via Lactea, com dois objetivos principais:
1.Descobrir novos planetas extrasolares a partir da detecção de trânsitos planetários;
2.Estudar a rotação e a convecção nas estrelas através da sismologia estelar.
O CoRoT pretende ser a primeira missão científica a detectar planetas extrasolares do tipo terrestre além de obter dados para uma melhor compreensão dos fenômenos da rotação diferencial e da convecção em estrelas. O acrônimo CoRoT (pronuncia-se "corrô") vem justamente da fusão dessas três palavras: COnveccão + ROtação + Trânsitos. Mas, também é homônimo de Jean-Baptiste Camille Corot (1796-1875), pintor parisiense que foi um dos grandes nomes da transição entre o classicismo e o impressionismo nas artes plásticas, um nome adequado para uma missão que pretende pintar um novo quadro na astronomia moderna. O projeto CoRoT foi desenvolvido pela Agência Espacial Francesa (CNES), em conjunto com vários laboratórios franceses e parceiros internacionais, incluindo o Brasil. O satélite pesa 630 kg, mede 4.1 metros de comprimento e 2.0 metros de diâmetro e foi lançado por um foguete russo em dezembro de 2006 entrando em órbita circular polar a 896 km de altitude. O satélite porta um telescópio que, durante os dois anos e meio previstos para a duração da missão, realizará observações em direções perpendiculares ao seu plano orbital, evitando a interferência da luz refletida pela Terra. Durante o verão no hemisfério norte observará uma região do céu perto da constelação de Serpens. Durante o inverno no hemisfério norte observará numa região do céu na direção oposta, nas proximidades da constelação de Monoceros.
Fonte: http://smsc.cnes.fr/COROT/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...