Postagens

Mostrando postagens de Maio 3, 2010

NGC 3190: imagem de uma galáxia espiral em perfil processada por Robert Gendler

Imagem
Esta imagem foi capturada pelo observatório espacial Hubble e reprocessada por Robert Gendler. Créditos: Dados originais - Hubble Legacy Archive, ESA, NASA; Processamento - Robert Gendler.
Há galáxias belíssimas que são visualizadas de forma peculiar, quase de perfil. A galáxia espiral NGC 3190 é o maior membro do Grupo de galáxias Hickson 44. Hickson 44 é um dos grupos de galáxias mais próximos do nosso Grupo Local de galáxias. Em destaque  gigantescos redemoinhos de poeira cósmica, finamente construídos, rodeiam o centro brilhante e fervente desta maravilhosa espiral. Os cientistas estimam que provavelmente os efeitos gravitacionais de maré com outros membros deste grupo de galáxias provavelmente causaram a aparência assimétrica dos braços espirais da NGC 3190 em volta do núcleo. Além disso, o disco galáctico nos parece também retorcido. A NGC 3190 tem um diâmetro calculado em 75.000 anos-luz e é visível via pequenos telescópios na constelação de Leão (Leo). A galáxia NGC 3190 foi des…

Descobertos buracos negros remanescentes

Imagem
Imagens dos telescópios Chandra, da Nasa, e XMM-Newton, da ESA, mostram indícios de dois buracos negros de massa intermediária que "sobreviveram" a um buraco negro supermassivo. Segundo os cientistas, estas descobertas podem ajudar a explicar o crescimento dos buracos negros supermassivos que são encontrados nos centros das galáxias. © NASA (Registro de dois buracos negros pelo telescópio Chandra) De acordo com a Nasa, é o primeiro caso em que há boas evidências para mais de um buraco negro de tamanho médio em uma única galáxia, no caso, a M82. Um deles, chamado de X42.3+59, tem uma massa estimada entre 12 mil e 43 mil vezes a do Sol e está a uma distância projetada em 290 anos-luz do centro do aglomerado de estrelas. De acordo com os cientistas, a essa distância, se o buraco negro nasceu ao mesmo tempo que a galáxia e sua massa era de aproximadamente 30 mil vezes a do Sol, ele deveria ter sido atraído para o centro da galáxia, mas "escapou". O outro buraco negro, o…

Sol escuro pode ser vizinho mais próximo do Sistema Solar

Imagem
Estrelas que não brilham Estrelas brilham, certo? Na verdade, não. E uma dessas estrelas escuras, localizada a menos de 10 anos-luz da Terra, parece ser a anã-marrom mais próxima de nós. Anãs-marrons têm tão pouca massa que nunca foram quentes o suficiente para manter as reações de fusão nuclear que alimentam as estrelas "normais", como o Sol. Elas brilham no início da vida, por causa do calor da sua formação, mas logo esfriam e desaparecem gradualmente da paisagem. A UGPS 0722-05 é a anã-marrom mais fria já encontrada, com temperaturas que variam entre 130 e 230 graus Celsius. E é também a mais escura, emitindo apenas 0,000026 por cento da energia emitida pelo Sol.[Imagem: ESO]
Estrela fria
A UGPS 0722-05, em particular, que acaba de ser descoberta, é tão fria que eventuais residentes em um planeta ao seu redor, ao olharem para o céu, veriam um disco escuro, em vez de uma estrela brilhante. Essa vizinha discreta foi achada por Philip Lucas e seus colegas da Universidade de Hert…

Chandra descobre mais jovem supernova em nossa galáxia

Imagem
Os restos de uma explosão de supernova na Via Láctea são mostradas aqui nesta imagem composta, da esquerda, da remanescente de supernova G1.9 0,3. A imagem de raios-X obtida no início de 2007, pelo Observatório Chandra, é apresentada em laranja e a imagem de rádio de "Very Large Array" do NRAO (VLA) de 1985 está em azul. A diferença de tamanho entre as duas imagens dá uma clara evidência de expansão, mostrando o tempo decorrido desde a explosão da supernova original, cerca de 140 anos atrás. Isso faz com que essa explosão seja a supernova mais recente da Galáxia, medido em período de tempo da Terra (referindo-se quando os eventos são observáveis por nós). Esta é a remanescente de supernova mais jovem conhecida na Via Láctea (140 anos), superando com folga o recorde anterior de cerca de 300 anos de Cassiopeia A. A rápida expansão e idade para G1.9 0,3 foi recentemente confirmado pelas novas imagem obtida no início de 2008 pelo VLA. A explosão da supernova original não foi obs…

As estranhas manchas detectadas em Plutão pelo Hubble podem ser alcatrão e gelo

Imagem
Recentemente o telescópio orbital Hubble forneceu aos cientistas imagens em primeiro plano de Plutão com detalhes inéditos. A partir destas imagens sem precedentes foram identificadas misteriosas manchas claras e escuras na superfície deste planeta anão. Agora os pesquisadores julgam ter uma melhor idéia do que está causando essas manchas estranhas.
As faces de Plutão: o disco central (180o) mostra uma região brilhante misteriosa que é rica em monóxido de carbono. Crédito: NASA, ESA e M. Buie (Southwest Research Institute)
As imagens geradas pelo Hubble, divulgadas em fevereiro de 2010, revelaram Plutão como um mundo cor de mel orbitando na periferia do Sistema Solar, um objeto com surpreendentes variações de brilho em toda a sua superfície. Baseados em análises mais detalhadas posteriores, os cientistas sugerem que as manchas escuras podem representar partes da superfície cobertas por uma camada primordial de compostos orgânicos. Visão artística de como seria a superfície de Plutão, de…

O lugar mais perigoso do sistema solar é belíssimo

Imagem
Esse é o lugar mais mortal do sistema solar, fotografado pelo novo observatório Solar Dynamics, da Nasa. As imagens são as primeiras capturadas pela nave e mostram um lugar belíssimo. A sonda foi lançada em fevereiro. Sua imagem é dez vezes melhor do que as transmitidas pelas televisões que usamos hoje e quatro vezes melhor do que as imagens que possuíamos anteriormente do Sol. Créditos:NASA

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...