Postagens

Mostrando postagens de Março 23, 2011

Formação estelar

Imagem
Formação estelar é o nome dado ao processo de formação de uma estrela. Normalmente este processo é complexo e muito violento, além de ocorrer de diferentes formas em diferentes regiões do espaço. Tipicamente, a maioria das estrelas se formam a partir de grandes nuvens moleculares. Quando em algum local da nuvem há uma certa densidade de moléculas massivas, essas tendem a entrar em colapso e a densidade central tende então a aumentar rapidamente, enquanto a densidade nas partes externas permanece praticamente constante. No momento em que a densidade central se tornar opaca a temperatura vai começar a subir e conseqüentemente aumentar a pressão, terminando enfim o colapso e alcançando um equilíbrio hidrostático; está formado então o núcleo estelar. Quando a estrela está nesse estágio de sua evolução ela é chamada de protoestrela. Após isso as camadas externas continuam sendo acrescentadas aonúcleo e a temperatura continua a subir.
Em um certo momento temperatura alcançará 2000 K e o hid…

Cassini Descobre Sinais de Rádio Misturados Provenientes de Saturno

Imagem
Como um adolescente petulante, Saturno está enviando sinais misturados.
Dados recentes da sonda Cassini da NASA mostram que a variação nas ondas de rádio controladas pela rotação do planeta é diferente nos hemisférios norte e sul. Mais ainda, as variações rotacionais do norte e do sul também parecem mudar de acordo com as estações do planeta e os hemisférios têm na verdade trocado as taxas.
Leia a matéria completa em:http://cienctec.com.br/wordpress/?p=9600
Cienctec.com.br

Galáxia espiral NGC 1232

Imagem
Esta imagem espectacular da galáxia espiral NGC 1232 foi obtida em 21 de setembro de 1998, durante um período de boas condições de observação. Baseia-se em três exposições em ultra-violeta, azul claro e vermelho, respectivamente. As cores das diferentes regiões são bem visíveis: a área central contêm estrelas mais velhas de cor avermelhada, enquanto os braços espirais são povoadas por jovens, estrelas azuis e muitas regiões de formação estelar. Observe a galáxia companheira distorcidas sobre o lado esquerdo, em forma de "teta" letra grega. NGC 1232 está localizado a 20 º ao sul do equador celeste, na constelação de Eridanus (o rio). A distância é de cerca de 100 milhões de anos-luz, mas a excelente qualidade óptica do VLT e FORS nos permite ver uma incrível riqueza de detalhes. À distância indicada, à beira do campo mostrado corresponde a cerca de 200.000 anos-luz, ou cerca de duas vezes o tamanho da galáxia Via Láctea.  A imagem é uma composição de três imagens tiradas por …

Telescópio terá escudo com Fator de Proteção Solar de 1.000.000

Imagem
Cada uma das cinco camadas do escudo tem uma espessura equivalente à metade da espessura de uma folha de papel. [Imagem: NASA]
Super protetor solar
Quando o Telescópio Espacial James Webb subir ao espaço, seus instrumentos terão que ser protegidos do calor e da luz do Sol. Esse escudo solar funcionará exatamente como um guarda-sol de praia, mas os sensíveis instrumentos do telescópio precisarão de uma proteção bem mais rigorosa. A saída foi construir um guarda-sol espacial com nada menos do que cinco camadas. "Cada uma das cinco camadas do escudo tem uma espessura equivalente à metade da espessura de uma folha de papel. Elas trabalham em conjunto para oferecer um Fator de Proteção Solar de 1.000.000," conta John Durning, gerente do projeto do telescópio James Webb. E será um belo guarda-sol também em dimensões: quando aberto, ele cobrirá uma área equivalente à de uma quadra de tênis.
Escudo solar
O principal material desse escudo solar chama-se Kapton, capaz de suportar te…

Observatório espacial comprova existência de tsunami solar

Imagem
Imagem captada pelo satélite de observação solar STEREO mostra a gigantesca onda se propagando pelo disco solar após ejeção de massa coronal ocorrida em fevereiro de 2009. No detalhe, imagem captada pelo observatório Soho mostra uma proeminência que parece dançar no limbo solar (parte superior esquerda). Instantes depois uma ejeção de massa coronal é lançada ao espaço. Crédito: Nasa/Solar and Heliospheric Observatory (SOHO)/STEREO (Solar Terrestrial Relations Observatory). Alguns anos atrás, os físicos solares testemunharam pela primeira vez uma gigantesca onda de plasma se propagando pela superfície do Sol. A dimensão do fenômeno era tão grande que apesar de estarem presenciando o evento, não podiam acreditar no que viam. Naquela ocasião, a enorme onda ergueu-se mais alto que a Terra para em seguida despencar sobre a superfície, formando padrões circulares de milhões de quilômetros de circunferência. Céticos, diversos observadores sugeriram que o fenômeno poderia ser alguma sombra ou …

MWC 922: A Nebulosa do Quadrado Vermelho

Imagem
 Créditos & Copyright: Peter Tuthill (Sydney U.) & James Lloyd (Cornell)
O que poderia fazer uma nebulosa parecer um quadrado? Ninguém sabe ao certo. O sistema estelar quente conhecido como MWC 922, contudo, parece estar mergulhado em uma nebulosa com a forma de um quadrado. A imagem mostrada acima, combina exposições em infravermelho do Hale Telescope no Monte Palomar na Califórnia e do Keck-2 Telescope em Mauna Kea no Havaí. A hipótese mais defendida para a nebulosa em forma de quadrado é que a estrela central ou outras estrelas expeliram cones de gás durante o seu estágio final de desenvolvimento. Para o MWC 922, esses cones acabaram por incorporar ângulos praticamente retos e sendo visíveis dos lados. Uma evidência que suporta a hipótese do cone inclui feições radiais na imagem que parecem atravessar as paredes dos cones. Os pesquisadores especulam que os cones observados de outro ângulo apareceriam similares a gigantescos anéis como os observados na Supernova 1987A, indic…

Um Par de Anãs Castanhas Muito Frias

Imagem
Impressão artística mostra o par de anãs marrons chamado CFBDSIR 1458 10. Observações com o ESO Very Large Telescope e dois outros telescópios têm mostrado que este par é o melhor par de anãs marrons encontrado até agora. O mais frio dos dois componentes (mostrado no fundo) é um candidato para a anã marrom com a temperatura mais baixa já encontrado - a temperatura da superfície é semelhante à de uma chávena de chá acabado de fazer. Os dois componentes são aproximadamente do mesmo tamanho que o planeta Júpiter. Observações obtidas com o Very Large Telescope do Observatório Europeu do Sul em conjunto com mais dois telescópios mostram que existe um novo candidato para a estrela mais fria conhecida: uma anã castanha num sistema duplo com aproximadamente a mesma temperatura que uma chávena de chá acabado de fazer - quente em termos humanos, mas extraordinariamente frio para a superfície de uma estrela. Este objeto é suficientemente frio para começar a atravessar a linha ténue que separa as …

Beleza cósmica: Nebulosa da Tarântula

Imagem
Hubble tomou esta deslumbrante imagem de uma parte da Nebulosa da Tarântula. Esta região de formação estelar de gás de hidrogênio ionizado está na Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia pequena vizinha a Via Láctea. Crédito: NASA / ESA O Telescópio Espacial Hubble capturou recentemente uma imagem do famoso objeto estelar conhecido como Nebulosa da Tarântula. A Tarântula é o exemplo mais luminoso do tipo que os astrônomos têm observado no universo. Alguns acreditam que seus braços se parecem com pernas de aranha, dando ao objeto seu nome. A nebulosa é uma vasta nuvem de gás e poeira formadora de estrelas, que fica em nossa galáxia vizinha, a Grande Nuvem de Magalhães. Na nova foto, é possível checar um close da região central da Tarântula, brilhando intensamente com gases carregados e estrelas jovens. As estrelas, recentemente formadas a partir do abastecimento de gás hidrogênio, brilham com luz ultravioleta intensa, que energiza o gás, tornando-o uma luz vermelha. A luz é tão intensa q…

Terzan 5 - Um Fóssil Massivo da Via Láctea

Imagem
Não é o nome de um filme japonês de ficção científica. Os cientistas têm detectado fósseis estelares no centro da Via Láctea, aglomerados globulares orbitando o bulbo central da galáxia parecem ter vindo de outro lugar. Como todos os fósseis eles são evidências vitais para se entender o processo evolucionário que deixou tudo como o que vemos hoje. Terzan 5 é uma massiva bolha com mais de um milhão de estrelas empacotadas de forma bem apertada, com um volume de de mais de 10000 estrelas por ano-luz cúbico. Examinando esse aglomerado com o poder do Very Large Telescope, que consegue combinar a luz captada por quatro telescópios com oito metros de abertura como se fosse um único instrumento com abertura efetiva de duzentos metros, os cientistas são capazes de detectar assinaturas estelares distintas tanto das estrelas velhas como das estrelas novas. Essa composição indica que o Terzan 5 desenvolveu sua população estelar como uma galáxia anã e precisou em um determinado momento ter sido be…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...