13 de mai de 2011

A Beleza e a Ciência da Nebulosa Trífida

Créditos e direitos autorais: R Jay Gabany
A bela Nebulosa Trífida é um estudo cósmico de coloridos contrastes. Também conhecida como M20, ela se situa a cerca de 5000 anos-luz na direção da constelação de Sagitário, rica em nebulosas. Uma região formadora de estrelas no plano da nossa galáxia, a Trífida ilustra três tipos diferentes de nebulosas astronômicas; as vermelhas nebulosas de emissão dominadas pela luz emitida por átomos de hidrogênio, as azuis nebulosas de reflexão produzidas pela luz de estrelas refletida em poeira e as nebulosas escuras, onde densas nuvens de poeira aparecem em silhueta.

A brilhante região vermelha de emissão, separada em três partes por escuras faixas de poeira, dá à Trífida seu nome popular. Nessa cena bem fotografada, a região de emissão vermelha está também justaposta com a luminosidade em tom azul da nebulosa de reflexão. Pilares e jatos esculpidos por estrelas recém nascidas, à esquerda do centro da nebulosa de emissão, aparecem nos closes da região feitos pelo Telescópio Espacial Hubble.

A Nebulosa Trífida tem cerca de 40 anos-luz de extensão. A Nebulosa Trífida foi objeto de uma investigação por astrônomos, usando o Telescópio Espacial Hubble em 1997, usando filtros que isolam a emissão de átomos de hidrogênio ionizados, átomos de enxofre ionizados e átomos de oxigênio duplamente ionizados. As imagens foram combinadas em uma imagem em falsa cor composta, para se assemelhar com nebulosa vista em telescópios amadores. As imagens detalhadas mostram uma densa nuvem de poeira e gás, que é um berçário estelar cheio de estrelas embrionárias.

Esta nuvem está a cerca de 8 anos-luz de distância da estrela central da nebulosa. Um jato estelar projeta-se das nuvens e tem cerca de 0,75 anos-luz de comprimento. A fonte do jato é um objeto profundo de estrelas jovens dentro da nuvem. Jatos são os gases de exaustão da formação estelar. A radiação da estrela central da nebulosa faz o jato brilhar. As imagens também mostraram uma coluna em forma de dedo ao lado direito do jato.

Aponta a partir da densa nuvem diretamente para a estrela que ilumina a nebulosa Trífida. Esta coluna é um exemplo destacado de um glóbulo gasoso de evaporação. A coluna sobreviveu porque sua ponta é um glóbulo de gás que é suficienteente densa para resistir à forte radiação da estrela. Em janeiro de 2005, o Telescópio Espacial Spitzer, da NASA, descobriu 30 estrelas embrionárias e 120 estrelas recém-nascidas não vistas em luz visível. A nebulosa está aproximadamente a 7 600 anos-luz de distância da Terra, e tem uma magnitude aparente de 6,3.
Fonte: http://apod.nasa.gov/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...