Postagens

Mostrando postagens de Junho 6, 2011

Hubble vê um Prólogo Celestial

Imagem
Créditos:ESA / Hubble e NASA As duas estruturas laterais nessa imagem da IRAS 13208-6020 feita pelo Telescópio Espacial Hubble das agências espaciais NASA/ESA são formadas por material que está sendo irradiado por uma estrela central. Esse é um fenômeno que possui uma vida relativamente curta, mas que fornece aos astrônomos uma oportunidade de observar os estágios iniciais da formação de uma nebulosa planetária, que recebe o nome de nebulosa protoplanetária ou nebulosa pré-planetária. Nebulosas planetárias, lembrando, nada tem a ver com planetas e o nome surgiu devido a sua semelhança visual entre algumas nebulosas planetárias e os pequenos discos que eram observados nos planetas do Sistema Solar externo, quando observados através dos primeiros telescópios. Esse objeto tem claramente uma forma bipolar, com dois fluxos similares de material em direções opostas e um anel de poeira ao redor da estrela. Nebulosas protoplanetárias não brilham, mas são iluminadas pela luz de uma estrela cent…

Duas estrelas perto da morte renascem como uma só estrela na constelação de Cetus a 7.800 anos-luz de distância

Imagem
Em cerca de 37 milhões de anos elas irão colidir e se fundir em uma única estrela
As anãs brancas são estrelas mortas que compactam a mesma quantidade de matéria que o nosso sol em uma bola do tamanho da Terra. Os astrônomos descobriram há pouco um par incrível de anãs brancas que giram em torno de si uma vez a cada 39 minutos. Este é o período mais curto de par de anãs brancas que se tem registro. Daqui a alguns milhões de anos elas colidirão e fundirão para criar uma única estrela.  "Estas estrelas já viveram uma vida plena. Quando elas se fundem, elas vão literalmente 'renascer' e desfrutar de uma segunda vida", disse o astrônomo Smithsonian Mukremin Kilic (Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics), autor da importante descoberta. Das 100 bilhões de estrelas na Via Láctea, apenas um punhado anãs brancas que se fundiram e se tornaram uma única estrela são conhecidas. A maioria foi encontrada por Kilic e seus colegas. A estrela recentemente identificada faz parte…

Formação de Estelar no Coração do Cisne

Imagem
A missãoWide-field InfraredSurvey Explorer, ou WISE da NASA, registrou essa imagem que mostra a grande complexidade de nuvens de formação de estrelas e de aglomerados de estrelas encontrados na constelação de Cygnus. Melhor conhecida como a asa do cisne que corta a noite, a constelação de Cygnus é facilmente reconhecida no céu do hemisfério norte durante o verão. A constelação também é conhecida como a Cruz do Norte. A missão WISE fez um estudo detalhado da região ao redor do coração do cisne, revelando ali a presença de vastas nuvens de poeira que brilham no céu quando observadas no infravermelho. Essa imagem cobre uma área do céu dez vezes maior que a área coberta pela Lua cheia em largura e nove vezes maior em altura, sendo 4.93 x 4.47 graus.  O coração do cisne, no centro da cruz, é representado pela estrela Sadr, vista aqui nessa imagem como um brilhante ponto amarelo próximo do ponto onde os filamentos verdes na parte superior da imagem convergem e então viram para baixo para a …

A estrela brilhante VFTS 682 na Grande Nuvem de Magalhães

Imagem
Créditos:ESO / M.-R. Cioni / VISTA Magalhães pesquisa Cloud. Agradecimento: Unidade de Pesquisa Astronômica Cambridge Essa imagem mostra uma parte muito ativa da região de formação de estrela ao redor da Nebulosa da Tarântula na Grande Nuvem de Magalhães, uma pequena galáxia vizinha da Via Láctea. No centro exato dessa imagem localiza-se a brilhante e isolada estrela VFTS 682 e à direita e abaixo o rico aglomerado estelar R 136. As origens das estrelas VFTS não são claras, ela foi ejetada da R 136 ou se formaram de maneira apropriada? A estrela aparece com uma coloraçãoo amarela-avermelhada nessa imagem, que inclui imagens feitas na luz visível e no infravermelho usando o Wide Field Imager acoplado ao telescópio de 2.2 metros MPG/ESO em La Silla e foi usado também o telescópio infravermelho VISTA de 4.1 metros localizado no Paranal, com essa combinação de imagens é possível identificar o efeito da poeira interstelar. Fonte:http://www.eso.org/public/images/eso1117a/

Molécula de açúcar no espaço pode abrir caminho para vida alienígena

Imagem
Pela primeira vez o Gliceraldeído, um açúcar básico, foi detectado longe
O açúcar orgânico, molécula que está diretamente ligada à origem da vida, foi detectado em uma região da nossa galáxia, onde planetas habitáveis ​​poderiam existir. Utilizaando o rádio telescópio IRAM na França, uma equipe internacional de cientistas descobriram esta molécula em uma região do espaço que é massiva em formação de estrelas, a cerca de 26.000 anos-luz da Terra.  "Esta é uma descoberta importante, primeira vez que o Gliceraldeído, um açúcar básico, tem sido detectado perto de uma região de formação de estrelas, onde os planetas que poderiam abrigar a vida possam existir", disse Serena Viti, uma das autoras da descoberta. Gliceraldeído podem reagir para formar a ribose, um constituinte fundamental do ácido nucléico RNA, que se acredita ser a molécula central na origem da vida.
Gliceraldeído anteriormente só foi detectada perto do centro da nossa galáxia, onde as condições são extremas em compa…

Geometria Sobre o Céu do Wyoming

Imagem
Créditos e direitos autorais : Robert Arn(Colorado St. U.) Se você viajar alguns quilômetros além da principal estrada que cruza o estado do Wyoming, você pode ver um cena diferente. Em particular, próximo à cidade de Buford, no estado americano do Wyoming você poderia cruzar o geométrico Monumento Ames, visível à direita e construído ali em homenagem aos financiadores da histórica estrade de ferro transcontinental que cruza a América do Norte. A impressionante imagem acima, que na verdade é um mosaico de várias imagens, registrou também outros desenhos geométricos, muitos deles muito, mas muito mais distantes. À esquerda, por exemplo, está um halo lunar envolvido por uma coroa lunar ao redor da Lua que se põe. À direita, contudo, está o arco da banda central da Via Láctea que envolve a estrutura piramidal. Iluminando o horizonte à direita do monumento estão as luzes da cidade de Cheyenne. O conjunto de imagens usadas para gerar essa composição de 360 graus foram todas feitas durante …

Explosões aceleradas: nova supernova é identificada em galáxia vizinha M51

Imagem
Supernova está localizada em uma das extremidades do braço da galáxia M51. Crédito: Ilan Manulis, Martin Kraar Observatory. Uma nova supernova foi observada no céu noturno entre o dia 31 de maio e 1O de junho em um braço espiral de nossa galáxia vizinha M51, a cerca de 26 milhões de anos-luz da Terra. Os primeiros a identificar a supernova foram astrônomos amadores na França e, logo depois, o objeto foi detectado pela Sky Survey PTF e “fotografado” no Martin Kraar Obsevatory, no Weizmann Institute, bem como pelo Tel Aviv University’s Wise Observatory em Mitzpe Ramon. O objeto está sendo estudado por uma equipe internacional de pesquisadores, que já notaram que o material lançado ao espaço depois da explosão contém uma grande variedade de elementos. A mistura que se observa é atípica em eventos semelhantes e em um estágio tão inicial, o que torna a supernova especialmente interessante para estudos. A última observação de uma supernova na galáxia M51 ocorreu em 2005. Acredita-se que supe…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...