Postagens

Mostrando postagens de Junho 7, 2011

Galeria de Imagens - Galáxias Espiral - Barradas

Imagem
As galáxias são classificadas de acordo com o esquema proposto por Edwin Powell Hubble. Este esquema separa as galáxias espirais em dois tipos: galáxias espirais regulares (S) e galáxias espiral-barradas (SB). As galáxias espiral-barradas distinguem-se das restantes pelo facto de possuírem uma estrutura em barra que contempla muitas das estrelas que se encontram na proximidade do centro da galáxia. Nestas galáxias, os braços parecem girar, não em torno do núcleo, mas associadas ao movimento de rotação da barra de estrelas, gás e poeiras. A razão da existência da barra que caracteriza este tipo de galáxias não é clara. Acredita-se, no entanto, que a barra seja a resposta do sistema a uma interacção gravitacional periódica, eventualmente devido à existência de uma galáxia companheira. Não obstante, há quem também pense que o aparecimento da barra é meramente consequência da distribuição da massa no disco destas galáxias. M58 (NGC 4579).Galáxia espiral-barrada do tipo SBc, a 60 milhões de…

A Supernova Mais Velha Conhecida no Universo – 11 Bilhões de Anos

Imagem
Os astrônomos descobriram a mais velha e distante supernova já detectada, resultado da explosão de uma estrela massiva ocorrida a 11 bilhões de anos atrás. Os cientistas compararam alguns anos de imagens feitas de uma determinada porção do céu, que permitia que eles observassem objetos que mudaram de brilho com o decorrer do tempo. Subtraindo as mudanças da imagem original, operação essa que apaga toda a galáxia eles conseguiram identificar o que realmente mudou. Antes dessa descoberta o Observatório Swift da NASA havia detectado uma explosão de raios-gamma com 13 bilhões de anos, muito provavelmente resultado de uma supernova ocorrida próxima do começo do universo. Mas essa última descoberta marca a primeira confirmação de uma explosão completa de uma estrela. Créditos: Ciência e Tecnologia - http://cienctec.com.br/wordpress/?p=12807

Astrônomos de Harvard desenvolveram técnica capaz de descobrir a verdadeira idade das estrelas

Imagem
É um salto para a compreensão de como as estrelas como o nosso sol vivem Para muitas estrelas de cinema, sua idade é um segredo bem guardado. No espaço, o mesmo acontece com as estrelas reais. Tal como o nosso Sol, a maioria das estrelas quase não sofrem mudanças visíveis na maior parte de suas vidas. Então, como podemos dizer se uma estrela tem um bilhão ou 10 bilhões de anos? Astrônomos podem ter encontrado uma solução - medindo o giro estrelar. Leia a matéria completa em: http://www.astrofisicos.com.br/estrelas/como-aprender-descobrir-verdadeira-idade-estrela-cluster-harvard/index.html ASTROFÍSICOS

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...