13,2 bilhões de anos-luz: a foto mais distante que o Hubble consegue tirar

Essa imagem mostra galáxias em sua juventude, emergindo da escuridão apenas metade de um bilhão de anos após o Big Bang. Esse ponto é o mais distante que o Telescópio Espacial Hubble é capaz de captar. Algumas das manchas de luz nesta exposição estão caminhando em direção a Terra por 13,2 bilhões de anos.  Galáxias mais distantes que essas não podem ser captadas pelo telescópio porque a sua luz é deslocada para comprimentos de onda infravermelhos que são invisíveis para o Hubble.

Não sabemos ainda, conclusivamente, se o universo é infinito ou se terá um fim, mas sabemos que teve um começo: o Big Bang, há 13,7 bilhões de anos. Nessa época, ele era tão pequeno e concentrado que nossa noção de padrão de espaço e tempo é distorcida. Como apenas uma quantidade finita de tempo passou desde esse suposto começo, algumas estrelas muito distantes não tiveram tempo suficiente para sua luz chegar até nós.

Como a luz demora certo tempo para viajar pelo universo e chegar a seu destino, quando nossos telescópios apontam para algo bem distante, estão vendo como tal coisa como ela era quando aquela luz foi emitida. Então quando olhamos para a luz de 13,7 bilhões de anos atrás, não vemos nada porque estamos vendo um universo onde as estrelas ainda não tinham se formado.

As estrelas mais distantes de nós que o Hubble consegue fotografar, aliás, precisam ser fotografas em infravermelho. Isso porque, como o universo está se expandindo, as estrelas estão se movendo para mais longe de nós. Conforme elas fazem isso, ficam mais vermelhas, até que entram na faixa do infravermelho. Nós não podemos vê-las a olho nu (até por isso, além de algumas estrelas mais jovens e próximas de nós, o céu parece escuro para nós).
Fonte: Hypescience.com
[NYTimes]

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton