Cometa recém-descoberto será mais brilhante que a Lua ao passar próximo de Marte em 2013

Um fraco ponto de luz na constelação de Câncer deve tornar-se mais brilhante entre no céu no final de 2013. Os astrônomos russos Artyom Novichonok e Vitali Nevski da Internacional Scientific Optical Network (ISON) avistaram um objeto celeste classificado oficialmente pela União Astronômica Internacional como um cometa, batizado de 2012 S1. Ele passará entre Saturno e Júpiter, a mais de 990 milhões de quilômetros da Terra, mas como a gravidade do Sol irá atraí-lo, deverá passar a 10 milhões de quilômetros de Marte, permitindo registros fotográficos inacreditáveis através da sonda Curiosity que está vasculhando o solo marciano.

À medida que se aproxima do Sol, o gelo do objeto de 3 quilômetros de largura começará a derreter, formando uma impressionante “cauda” com poder reflexivo da luz solar. Dependendo do tamanho total da “cauda”, o brilho poderá ser superior ao do nosso satélite natural em dias de lua cheia. Se ele fizer jus às expectativas, este cometa pode ser um dos mais brilhantes da história”, comentou o astrônomo Raminder Singh Samra, em entrevista ao Wired UK. No entanto, Samra alertou que os cometas dos últimos anos não conseguiram alcançar os níveis de brilho que era esperado. A intensa radiação solar conseguiu destruir vários cometas a milhões de quilômetros de distância. Apesar de algumas previsões sugerirem que ele pode tornar-se tão brilhante quanto uma lua cheia ou ser visível na luz do dia, devemos ser cautelosos ao prever e falar sobre um cometa”, concluiu.
Fonte: Jornal Ciência

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton