O hidrogênio enche todo o universo

Embora seja o elemento químico que existe em maior quantidade no cosmo, o hidrogênio não é nem de longe a substância mais abundante na Terra – esse título cabe ao oxigênio.
 No início do universo, havia apenas hidrogênio, o elemento mais leve e mais simples da tabela periódica.
Não existe outro elemento tão farto no universo quanto o hidrogênio, uma substância incolor e inodora com alto poder de combustão. Ele também é um dos elementos químicos mais antigos do mundo, pois foi formado segundos após o Big Bang. Até hoje o hidrogênio é encontrado em abundância no espaço sideral, em estado extremamente rarefeito, na maioria das vezes na forma de átomos simples, também chamados íons. Em média, existe no espaço um átomo de hidrogênio por centímetro cúbico. Embora seja o elemento químico que existe em maior quantidade no cosmo, o hidrogênio não é nem de longe a substância mais abundante na Terra – esse título cabe ao oxigênio. Mas o hidrogênio é essencial para a vida no nosso planeta: ele está presente, misturado com outros elementos, na água (H2O), no petróleo e em todo tipo de matéria orgânica – inclusive nos seres humanos. Mas é encontrado em pequena quantidade na atmosfera, numa proporção de 3 para 10 000 partículas. Identificado em 1776 pelo cientista britânico Henry Cavendish, o hidrogênio, em seu estado livre, é composto de moléculas de dois átomos. Há muito tempo, o homem conseguiu produzi-lo artificialmente e hoje é considerado um gás industrial de primeira importância. No passado, era muito usado para o enchimento de balões meteorológicos. Hoje, é empregado na fabricação de amônia, metanol, petroquímicos e está presente até na margarina que passamos no pão no café da manhã.
Fonte: http://super.abril.com.br

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton