Formação do nosso sistema solar não é tão especial como se pensava: é bem parecida com a de outros sistemas

Cerca de 4,5 bilhões de anos atrás, os planetas do nosso sistema solar foram gerados a partir de um disco de gás e poeira em extensão, girando em torno do sol.  Embora a Terra pareça ser algo muito especial (único planeta conhecido a ter vida), a formação do nosso sistema solar não é tão exclusiva assim, sugere uma nova pesquisa: processos semelhantes são testemunhados em sistemas solares jovens ao longo da Via Láctea. Antes, acreditava-se que os estágios de formação do nosso sistema solar levaram o dobro do tempo para ocorrer. Agora, um novo estudo do Centro de Formação Estelar e Planetária no Museu de História Natural da Dinamarca e da Universidade de Copenhague afirma que, na verdade, o nosso sistema solar não é tão especial assim.

Uma nova visão dos primórdios do sistema solar propõe que seus dois primeiros tipos de materiais sólidos – os precursores de rochas espaciais e finalmente dos planetas – foram ambos formados ao mesmo tempo. Utilizando métodos de análise aperfeiçoados de isótopos de urânio e de chumbo, os pesquisadores estudaram meteoritos primitivos (dos primeiros três milhões de anos de desenvolvimento do sistema solar) e dataram a formação de dois diferentes tipos de materiais – inclusões ricas em cálcio e alumínio (CAIs, na sigla em inglês) e côndrulos – encontrados dentro do mesmo meteorito.

Em parte, a pesquisa confirmou análises anteriores, que demonstravam que as CAIs foram formadas durante um período de tempo muito curto.  A nova descoberta é a de que os côndrulos foram formados também durante os primeiros três milhões de anos de desenvolvimento do sistema solar. Isso contradiz os pressupostos de que côndrulos só começaram a se formar cerca de dois milhões de anos depois das CAIs. “Na nossa análise, fomos capazes de alterar a cronologia do desenvolvimento histórico do nosso sistema solar, pintando um quadro novo que é muito parecido com a imagem que outros pesquisadores já observaram em outros sistemas planetários”, explica James Connelly, do Centro de Formação Estelar e Planetária.

“Em geral, temos demonstrado que não somos tão únicos como se pensava. Nosso sistema solar se assemelha ao de outros sistemas planetários observáveis dentro de nossa galáxia. Desta forma, nossos resultados servem para corroborar os resultados de outras pesquisas que indicam que planetas como a Terra são mais difundidos no universo do que se acreditava anteriormente”, conclui o professor Martin Bizzarro, também do Centro de Formação Estelar e Planetária.
Fonte: http://hypescience.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton