19 de nov de 2012

Vaga-lumes Galácticos

Galáxias luminosas brilham como vaga-lumes na noite escura nessa imagem registrada pelo Telescópio Espacial Hubble das Agências Espaciais NASA e ESA. A galáxia central nessa imagem é uma gigantesca galáxia elíptica, designada por 4C 73.08. Uma galáxia proeminente espiral vista de cima brilha na parte inferior da imagem, enquanto que exemplos de galáxias vistas de lado também populam essa paisagem cósmica. Na luz óptica e na luz infravermelha próxima utilizada para montar essa imagem, a 4C 73.08 não aparece em toda a sua fúria. Mas quando vista em comprimentos de onda mais longos, a galáxia assume uma aparência bem diferente. As ondas de rádio, por exemplo, revelam plumas emanando de seu núcleo, onde um buraco negro supermassivo expele jatos gêmeos de material. A 4C 73.08 é classificada como uma rádio galáxia, como um resultado dessa característica atividade na parte de rádio do espectro eletromagnético.

Os astrônomos precisam estudar objetos como a 4C 73.08 em múltiplos comprimentos de onda para aprender sua verdadeira natureza, do mesmo modo que um vaga-lume poderia dizer ao cientista algo sobre os insetos. Observando a 4C 73.08 na luz visível com o Hubble ilumina a estrutura galáctica bem como a idade das estrelas constituintes, além da idade da própria galáxia. A 4C 73.08 é decididamente mais vermelha do que a proeminente galáxia espiral mais azul que aparece nessa imagem. A vermelhidão da galáxia elíptica vem da presença de muitas estrelas vermelhas e mais velhas que mostram que a 4C 73.08 é mais velha do que sua vizinha espiral. A imagem acima foi feita usando a Wide Field Camera 3 do Hubble através de dois filtros, um que captura a luz verde, e um que captura a luz vermelha e infravermelha próxima.
Fonte: www.spacetelescope.org
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...