Postagens

Mostrando postagens de Setembro 11, 2012

Rodas e um Destino

Imagem
Crédito da imagem:NASA /JPL-Caltech /MalinSpace Science Systems A imagem acima mostra as três rodas esquerdas do rover Curiosity da NASA em Marte e combina duas imagens que foram feitas pela Mars Hand Lens Imager (MAHLI) durante o trigésimo quarto dia de trabalho do veículo robô em Marte, ou Sol 34, no dia 9 de Setembro de 2012. À distância pode-se ver a parte inferior do talude do Monte Sharp. A câmera está localizada numa torre de ferramentas localizadas na parte terminal do braço robótico do Curiosity. As imagens adquiridas no Sol 34 pela MAHLI foi parte de uma semana inteira de atividades para caracterizar o movimento do braço nas condições de Marte. O principal objetivo da câmera MAHLI do Curiosity é adquirir imagens detalhadas em alta resolução das rochas e do solo da Cratera Gale onde o veículo pousou. A câmera é capaz de focar qualquer alvo a uma distância de 2.1 centímetros até o infinito, fornecendo uma grande versatilidade para outros usos, como visões do próprio veículo de …

Quão grande um meteoro precisa ser para chegar ao solo?

Imagem
Cratera feita por choque de meteoro no Vale da Morte, na Califórnia Se você já passou um bom tempo olhando para o céu à noite, provavelmente, deve ter observado alguns meteoros ou chuvas de meteoros espetaculares. Uma das coisas mais surpreendentes a respeito dessas observações é que a maioria dos detritos espaciais que tornam os meteoros visíveis é minúscula - entre o tamanho de um grão de areia e o tamanho de um pequeno pedregulho. Discutir a atividade dos meteoros pode ser complexo porque a terminologia é confusa. O termo meteoro na verdade se refere ao rastro de luz causado por um pedaço de detrito espacial queimando na atmosfera. Os pedaços dos detritos são chamados de meteoróides e os restos dos detritos que alcançam a superfície da terra (ou de outro planeta) são chamados de meteoritos.
Os meteoróides possuem uma variação de tamanhos. Eles incluem qualquer detrito espacial maior do que uma molécula e menor do que aproximadamente 100 m (detritos espaciais maiores do que isto são …

Quando nasceram os primeiros buracos negros?

Imagem
A maioria das galáxias do universo, incluindo a nossa Via Láctea, abriga enormes buracos negros que variam em termos de massa de um milhão a 10 bilhões de vezes o tamanho de nosso sol. Para encontrá-los, os astrônomos procuram pelas enormes quantidades de radiações emitidas durante o período em que esses buracos negros eram “ativos”, ou seja, incorporavam matéria. Acredita-se que essas nuvens de gás são responsáveis por fazer com que os buracos negros cresçam.
Agora, uma equipe de astrônomos da Universidade de Tel Aviv, incluindo o professora Hagai Hetz e seu aluno Benny Trakhtenbrot, determinou que a era em que aconteceu o primeiro grande crescimento dos maiores buracos negros ocorreu quando o universo tinha apenas 1,2 bilhão de anos – e não entre 2 bilhões e 4 bilhões de anos, como acreditava-se anteriormente – e eles estão crescendo muito rápido. Os resultados do estudo foram publicados no Astrophysical Journal.
A nova pesquisa é baseada em observações feitas através de alguns dos ma…

Sonda espacial Voyager 1 ainda não alcançou limites do Sistema Solar

Imagem
A Voyager 1 entrou na "fronteira" do Sistema Solar em 2004. Os especialistas esperavam que a sonda já tivesse terminado de atravessar esta região Ilustração da NASA mostra as duas sondas Voyager (a 1 na parte superior e a 2 na inferior) chegando à Heliopausa, considerada a 'fronteira' do Sistema Solar (NASA/JPL-Caltech) Trinta e cincoanos após seu lançamento, a sonda espacial Voyager 1 ainda não atingiu seu objetivo, que é alcançar os limites do Sistema Solar, segundo estudo publicado na revista 'Nature' nesta quarta-feira. A sonda partiu da base de Cabo Canaveral, na Flórida, em 5 de setembro de 1977, com a missão de localizar e estudar os limites do Sistema Solar, incluindo o Cinturão de Kuiper, um conjunto de corpos celestes. Contrariando as estimativas dos cientistas, na atualidade a sonda Voyager 1 ainda não foi capaz de abandonar o Sistema Solar, de acordo com Robert Decker, astrofísico da Universidade Johns Hopkins de Baltimore (EUA) e um dos responsáve…

Presença de água no passado remoto de Marte é questionada

Imagem
Argilas fotografadas por uma sonda espacial em órbita de Marte, podem ter origem magmática.[Imagem: NASA/JPL-Caltech]
Águas de Marte
Descobertas em 2005, as argilas do hemisfério sul de Marte foram consideradas como provas da existência de água líquida no planeta em um período no passado muito distante, entre 4,5 e 4 bilhões de anos atrás. No entanto, um trabalho realizado por uma equipe de pesquisadores da Universidade de Poitiers, na França, coloca em dúvida esta interpretação. Analisando argilas de origem vulcânica coletadas no Atol de Mururoa, os cientistas mostraram que as argilas marcianas muito provavelmente tiveram origem magmática. O trabalho não questiona os sinais de água líquida na história mais recente de Marte.
Argilas sem água
As rochas mais antigas de Marte são encontradas em seu hemisfério sul: a crosta dessa região foi formada entre 4,5 e 4 bilhões de anos atrás. É lá que as argilas ricas em ferro e magnésio foram descobertas em 2005. A presença deste tipo de mineral, con…

Computador poderá identificar planetas com possibilidade de vida

Imagem
Cientistas escoceses desenvolveram método que descobre água líquida no subterrâneo dos corpos celestes, um indicativo da possibilidade de vida
Exoplaneta GJ 1214b é considerado potencialmente habitável. ESO/L. Calçada Cientistas escoceses desenvolveram um simulador para identificar planetas onde há condições para a existência de vida. O sistema poderá indicar a existência de diversos planetas habitáveis em sistemas solares distantes. Até o presente estudo, da Universidade de Aberdeen, as estimativas sobre o número de planetas habitáveis eram baseadas na probabilidade de que houvesse água na superfície desses lugares. O simulador, baseado em um modelo científico, permite, no entanto, que os pesquisadores identifiquem planetas com água subterrânea mantida em forma líquida, por calor gerado pelo próprio planeta.  O estudo foi apresentado durante o British Science Festival, em Aberdeen. Entre astrônomos, a teoria era a de que, para possuir água em forma líquida (estado que favorece a forma…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...