Maior telescópio espacial do mundo será aposentado em breve

O Herschel é um observatório espacial capaz de cobrir a faixa do infravermelho Foto: ESA - C. Carreau / Divulgação
 
O observatório espacial Herschel, da agência espacial europeia (ESA, na sigla em inglês), deve se "aposentar" neste mês. O telescópio deve esgotar em breve sua carga de hélio líquido, após mais de três anos estudando o universo. Com um espelho de 3,5 metros de diâmetro, o Herschel é o telescópio infravermelho mais poderoso já lançado no espaço, e a exaustão de seu suprimento já estava prevista para março de 2013. A sonda Herschel foi lançada em 14 de maio de 2009. Pioneira, a missão foi a primeira a cobrir do infravermelho à faixa do submilímetro do espectro eletromagnético, tornando possível o estudo de gélidas regiões de gás e poeira antes invisíveis no cosmo e permitindo novas percepções sobre a origem e evolução das estrelas e galáxias.
 
A fim de realizar observações infravermelhas tão sensíveis, os instrumentos - duas câmeras e um espetrômetro de altíssima resolução - têm de ser resfriados a -271ºC, próximo do zero absoluto. Esses equipamentos ficam localizados no topo de um tanque preenchido com hélio líquido superfluido, dentro de um criostato. Se os instrumentos não estiverem muito frios, o próprio calor deles pode interferir no estudo das fracas radiações infravermelhas dos corpos celestes. O hélio evapora com o tempo, eventualmente esvaziando o tanque e, assim, determinando a vida científica útil do Herschel. À época do lançamento, o criostato foi cheio até a borda com mais de 2,3 mil litros de hélio líquido, pesando 335 quilos, para os previstos 3 anos de meio de operações no espaço que devem se encerrar nas próximas semanas.
Fonte: Terra

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton