Meteorito verde pode ser de Mercúrio

Cientistas podem ter descoberto o primeiro meteorito oriundo de Mercúrio.
Este meteorito verde que aterrou em Marrocos em 2012 pode ter vindo de Mercúrio.
Crédito: Stefan Ralew/sr-meteorites.de
 
De acordo com o cientista Anthony Irving, que anunciou os seus achados o mês passado na 44.ª Conferência de Ciências Planetárias e Lunares no Texas, EUA, a rocha verde encontrada em Marrocos o ano passado pode ser o primeiro visitante do planeta mais interior do Sistema Solar. O estudo sugere que a rocha espacial denominada NWA 7325 pode ter vindo de Mercúrio, e não de um asteróide ou Marte. NWA 7325 é na realidade um grupo de 35 amostras de meteoritos descobertos em 2012 em Marrocos. São antigos: Irving e a sua equipa determinaram que as rochas têm uma idade aproximada de 4,56 mil milhões de anos. "Pode ser uma amostra de Mercúrio, ou pode ser uma amostra de um corpo mais pequeno que Mercúrio, mas que é parecido com Mercúrio," declarou Irving durante a sua palestra. NWA 7325 pode ter sido expelido de Mercúrio até à Terra por um grande impacto, acrescenta. Irving é professor de Ciências Terrestres e Espaciais da Universidade de Washington e estuda meteoritos há anos.
 
Mas o meteorito NWA 7325 é diferente de qualquer outro encontrado na Terra. Os meteoritos de Marte contêm traços da atmosfera marciana, o que os torna um tanto ou quanto simples de distinguir das outras rochas espaciais. As rochas de Vesta, um dos maiores asteróides do Sistema Solar, também são quimicamente distintas, mas NWA 7325 não se assemelha com qualquer rocha espacial documentada pelos cientistas. Irving acha que o meteorito foi criado e eventualmente ejectado de um planeta ou outro corpo que tinha fluxos de magma na sua superfície, em algum momento da sua história. As evidências sugerem que a rocha pode ter sido formada como "escória" na parte superior do magma, realça Irving.
 
NWA 7325 tem uma intensidade magnética mais pequena - o magnetismo passa do campo magnético de um corpo cósmico para uma rocha - do que qualquer outra rocha já encontrada. Os dados enviados pela sonda MESSENGER da NASA, actualmente em órbita de Mercúrio, mostram que o baixo magnetismo do planeta assemelha-se com o encontrado em NWA 7325. As observações da MESSENGER também forneceram Irving com mais evidências para suportar a sua hipótese. Os cientistas familiarizados com a composição geológica e química de Mercúrio pensam que a superfície do planeta é muito pobre em ferro. O meteorito também é pobre em ferro, sugerindo que de onde quer que tenha vindo, o seu corpo-mãe é parecido com Mercúrio.
 
Embora a primeira missão estendida da MESSENGER tenha já acabado, a equipa colocou um pedido para continuar a estudar o planeta com a sonda durante os próximos dois anos. Se a missão for prolongada até 2015, os dados enviados pela sonda podem contribuir para validar ou invalidar as ideias de Irving acerca da origem do meteorito. Apesar da descoberta de meteoritos de Mercúrio ser menos provável do que a descoberta de meteoritos de Marte (cá na Terra), é ainda possível, conclui Irving.
Fonte: Astronomia Online

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton