Fusões de Buracos Negros

Os buracos negros possuem poucas origens. Eles podem nascer das explosões mais violentas do universo, as Hipernovas, ou de uma colisão entre duas estrelas de nêutrons ( pulsares ). Só que esses eventos criam buracos negros com só algumas dezenas de massas solares. Como explicar os buracos negros supermassivos que existem no centro de galáxias.? É impossível tentar imaginar uma estrela com 10 milhões de massas solares. Vai totalmente contra as leis da física que conhecemos.! Mesmo as estrelas de primeira geração – as primeiras criadas depois do Big Bang – não teriam como ter essa quantidade de massa tão absurda. Já estrelas de nêutrons conseguem criar buracos negros com, no máximo, 5 massas solares.

 Então os astrônomos abriram a hipóteses de que os buracos negros também poderiam gerar fusões ao se colidirem. Mas esta colisão é completamente diferente de colisões de outros corpos celestes. Eles não criam uma dança cósmica, e nem discos de acreção. Por outro lado, eles se chocam e somam suas massas quase que instantaneamente.! São choques inelásticos, efetivos e sem perda de massa.   Para tentar demonstrar esses choques vamos imaginar várias bolhas de óleo de cozinha flutuando sobre a água. Quando aproximamos uma bolha da outra e fazemos elas se chocarem, as bolhas, simplesmente, se unem criando uma bolha maior. A teoria da fusão de buracos negros é praticamente a mesma.! No final do post tem um vídeo que mostra está fusão. O vídeo foi um corte feito do programa “Como Funciona o Universo” da Discovery Channel.

Vale lembrar também, que nos primórdios do universo existiam milhares de buracos negros. Essa quantidade excessiva é devido a estrelas de primeira e segunda geração. Elas possuíam muita massa, e quando o combustível delas chegava ao fim, elas se colapsavam em Hipernovas agonizantes gerando buracos negros. Estes buracos negros passaram a se unir. A se canibalizarem.! Com o passar do tempo, nascem buracos negros com centenas e até milhares de massas solares com um diâmetro maior que o do sistema solar inteiro. Estes começaram a sugar e a juntar o gás a sua volta. Com o gás comprimido começaram a nascer outros corpos celestiais e com o tempo uma galáxia inteira brota em volta de um buraco supermassivo.
Fonte: http://observatorioporlucas.webnode.pt

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton