Rover Curiosity da NASA perfura segundo alvo

O rover Curiosity da NASA escavou esta rocha, "Cumberland", durante o 279.º dia marciano, ou sol (19 de Maio), e revolheu uma amostra de pó do seu interior. Crédito: NASA/JPL-Caltech/MSSS

O rover Curiosity da NASA usou a broca no seu braço robótico para recolher uma amostra de pó a partir do interior de uma rocha chamada "Cumberland. Está planeada a entrega de amostras nos próximos dias para instrumentos de laboratório dentro do rover. Esta é apenas a segunda vez que uma amostra foi recolhida a partir do interior de uma rocha em Marte. A primeira foi num alvo apelidado de "John Klein" há três meses. Cumberland parece-se com John Klein e está situada 2,75 metros para Oeste. Ambas encontram-se dentro de uma depressão rasa chamada "Yellowknife Bay. O buraco em Cumberland foi perfurado pelo Curiosity a 19 de Maio e mede cerca de 1,6 cm em diâmetro e cerca de 6,6 cm de profundidade. A equipa de cientistas espera usar a análise do material de Cumberland para verificar os achados de John Klein. Os resultados preliminares das análises das amostras de John Klein, feitas pelo laboratório a bordo do Curiosity, indicam que o local há muito tempo teve condições ambientais favoráveis à vida microbiana. As condições favoráveis incluíram os principais ingredientes para a vida, um gradiente de energia que pode explorado por micróbios, e água que não foi muito ácida ou salgada. O Projecto MSL (Mars Science Laboratory) da NASA está usando o Curiosity para avaliar a história das condições ambientais habitáveis dentro da Cratera Gale. Depois de mais algumas observações prioritárias pelo rover dentro e perto de Yellowknife Bay, a equipa do rover espera começar uma longa viagem de meses até à base do Monte Sharp, no meio da cratera.
Fonte: Astronomia On-Line

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton