A velha espiral misteriosa

Esse impressionante redemoinho cósmico é o centro da galáxia NGC 254, como observado pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA. Essa galáxia está localizada na constelação de Pisces, a aproximadamente 90 milhões de anos-luz de distância da Terra. A NGC 254 é uma galáxia lenticular. Acredita-se que as galáxias lenticulares sejam um estado intermediário na evolução galáctica – elas nem são galáxias elípticas e nem são galáxias espirais. As galáxias espirais são galáxias de meia idade, com vastos braços contendo milhões de estrelas. Juntamente com essas estrelas estão grandes nuvens de gás e poeira que, quando são densas o suficiente, são berçários onde novas estrelas se formam.
 
Quando todo o gás é depletado ou perdido no espaço, os braços gradativamente se apagam e a sua forma espiral começa a ser perdida. No final desse processo, o que resta é uma galáxia lenticular – um brilhante disco cheio de estrelas vermelhas velhas circundado pelo pouco gás e poeira que conseguiu se prender à galáxia. A imagem acima mostra a forma da NGC 254 em detalhe, formada pelo gás remanescente circundando o bulbo central da galáxia. As observações dessa galáxia revelaram que ela mantém algum movimento como uma espiral, explicando dessa forma a sua intrigante estrutura. Uma versão dessa imagem foi enviada para a competição de processamento de imagens do Hubble chamada de Hubble’s Hidden Treasures, pelo competidor Judy Schmidt.
Fonte: http://www.spacetelescope.org/images/potw1329a/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton