Auge solar "tranquilo" impressiona cientistas

Somente uma mancha solar foi avistada recentemente
 
Este é o auge do ciclo solar de 11 anos, o chamado máximo solar. A face do Sol deveria estar marcada por manchas solares e explosões cataclísmicas de raios X e partículas deveriam estar disparando em todas as direções. Em vez disso, o Sol tem estado tranquilo, quase sem manchas. Como notou secamente W. Dean Pesnell, cientista da Nasa, a agência espacial americana, "não estamos tendo um grande máximo solar". Em 16 de setembro, uma única mancha solar marcava o disco amarelo até então uniforme. Nos dias seguintes, apareceram mais algumas marcas, mas até uma pequena explosão, ou ejeção de massa coronal, em 19 de setembro, parecia um esforço tênue de uma estrela preguiçosa.
 
Uma das preocupações de nossa civilização altamente tecnológica é que um choque direto de uma tempestade solar gigantesca com a Terra possa perturbar os satélites e sobrecarregar grandes partes das redes elétricas. Um Sol tranquilo torna isso muito menos provável. Os cientistas têm uma compreensão básica da dinâmica do Sol. Em seu interior, fluxos de elétrons e prótons geram campos magnéticos que ondulam em um ciclo aproximado de 11 anos. O adensamento desses campos cria regiões que são mais frias e escuras -as manchas solares. Os campos magnéticos que giram dentro das manchas periodicamente arrebentam, liberando enormes quantidades de energia.
 
Mas alguns ciclos solares são ferozes, enquanto outros permanecem calmos. Por que o ciclo é de 11 anos é outro mistério. O ciclo atual, o número 24 desde que os cientistas começaram a contá-los, foi surpreendente desde o início. Alguns esperavam um ciclo ativo, semelhante aos do passado recente. Outros previam que este seria mais calmo que o habitual -essas previsões pareciam prescientes enquanto a tranquilidade do mínimo solar se prolongava. Em 2008 o Sol ficou sem manchas durante 266 dias -o período mais calmo em meio século. No ano seguinte, quando o fervilhar das manchas solares deveria ter-se acentuado, o Sol ficou "em branco" por 260 dias.
 
Em que ponto do passado os cientistas precisam procurar para encontrar um máximo solar tão fraco? O ciclo 14, no início dos anos 1930, foi tranquilo de modo semelhante. Desta vez, os cientistas solares têm satélites que observam o Sol e fornecem dados para que analisem. Apesar de manchas mínimas, o Sol ainda está passando pelo resto de seu ciclo como de hábito. Seu campo magnético está à beira da reversão. No máximo solar, os campos magnéticos nos polos basicamente desaparecem por um breve período e, quando ressurgem, estão apontados na direção oposta.
 
Se você tivesse uma bússola voltada para o polo norte solar e ela estivesse apontando para o norte antes do máximo solar, ela apontaria para o sul depois do máximo solar. O polo norte já virou. O polo sul está atrasado, mas em agosto cientistas da Universidade Stanford na Califórnia disseram esperar que a transição termine logo. Vemos indícios de que o máximo solar deve acontecer agora", disse o doutor Pesnell.
Fonte: Folha

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton