Nasa divulga oito imagens inéditas obtidas pelo telescópio Chandra

A Nasa divulgou nesta segunda-feira oito imagens inéditas obtidas pelo telescópio Chandra X-ray Observatory. Segundo a agência espacial, as fotos foram capturadas entre os anos 2000 e 2010. A seleção apresentada pela Nasa não representa nenhum fenômeno astronômico específico ou descoberta científica, mas chama atenção pela beleza das imagens de objetos astronômicos de vários cantos do Universo. Ali retratados estão o nascimento e a morte de estrelas, galáxias e buracos negros. As fotos fazem parte do Arquivo de Dados Chandra, que reúne os dados e imagens obtidos pelo telescópio de raios-x, com a função de distribuir as informações para a comunidade astronômica. Sua divulgação foi feita em comemoração ao Mês dos Arquivos, celebrado nos Estados Unidos em outubro.
A NGC 6946 é uma galáxia de médio porte localizada a cerca de 22 milhões de anos-luz da Terra. No século passado, oito supernovas explodiram nessa galáxia — o que lhe conferiu o apelido de “Galáxia Fogos de Artifício" - Raios-x: NASA/CXC/MSSL/R.Soria et al, Ótico: AURA/Gemini OBs
 
Imagem produzida pela explosão de uma estrela massiva dentro da Via Láctea. As observações do telescópio Chandra (em roxo) revelam a presença de partículas de alta-energia, produzidas enquanto a onda de choque da explosão se espalha pelo espaço - Raios-x: NASA/CXC/Morehead State Univ/T.Pannuti et al, Óptico:DSS
 
Jatos gerados a partir de buracos negros supermassivos no centro de galáxias podem transportar grandes quantidades de energia. A imagem mostra uma fonte desse tipo de jato, onde a galáxia está ao centro e grandes nuvens de radiação podem ser vistas a partir de observações de raios-x (em roxo), e ondas de radio, obtidas com Very Large Array (em laranja). - Raios-x: NASA/CXC/Tokyo Institute of Technology/J.Kataoka et al, Radio: NRAO/VLA

A imagem mostra uma região de gases brilhantes na Via Láctea, a cerca de 9.000 anos-luz da Terra. Essas nebulas representam uma fase da evolução de estrelas massivas. Os dados de raios-x (em azul), mostram estrelas muito jovens brilhando ao longo da nébula. Os dados óticos forma obtidos com telescópios do ESO. - Raios-x: NASA/CXC/Penn State/L.Townsley et al, Óptico: ESO/2.2m telescope

A foto mostra o centro de uma galáxia similar à Via Láctea, mas que contém um buraco negro supermassivo muito mais ativo em seu interior. Ela está localizada a cerca de 13 milhões de anos-luz da Terra. As imagens de raios-x (em azul), revelam a presença do buraco negro - Raios-x: NASA/CXC/Univ degli Studi Roma Tre/A.Marinucci et al, Óptico: ESO/VLT & NASA/STScI

O encontro da radiação emitida por estrelas jovens e massivas com nuvens frias de gás pode dar início à geração de novas estrelas. É isso que está acontecendo nesta imagem - Raios-x: NASA/CXC/PSU/Getman et al, Óptico: DSS, Infravermelho: NASA/JPL-Caltech

Os restos de uma supernova com um formato raro. Segundo os pesquisadores, seu formato cúbico pode ter surgido por causa do encontro dos restos quentes da estrela com os gases frios ao seu redor. - Raios-x: NASA/CXC/Univ of Manitoba/S.Safi-Harb et al, Óptico: DSS, Infravermelho: NASA/JPL-Caltech

A imagem mostra os restos da explosão de uma estrela massiva, em uma galáxia próxima à Via Láctea. Os detalhes da fotografia podem ajudar os pesquisadores a compreenderem melhor esse tipo de fenômeno. - Raios-x: NASA/CXC/Drew Univ/S.Hendrick et al, Infravermelho: 2MASS/UMass/IPAC-Caltech/NASA/NSF
Fonte: Veja

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton