O Lado iluminado do planeta Mercúrio

Crédito da imagem: NASA / Johns Hopkins University Applied Physics Laboratory / Carnegie Institution of Washington
 
Outro dia, outra bela visão do horizonte de Mercúrio. Nessa cena, que foi adquirida com a câmera da sonda olhando das sombras em direção ao lado iluminado do planeta, uma cratera de impacto com 120 km de diâmetro se destaca perto do centro. Emanando dessa cratera sem nome estão impressionantes cadeias de crateras secundárias, que geram rastros lineares para longe da cratera. Enquanto essa cratera não é especialmente nova (seus raios foram apagados do segundo plano), ela parece ter mais cadeias de crateras secundárias proeminentes do muitas de seus pares.
 
Essa imagem foi adquirida no dia 2 de Outubro de 2013 pela Wide Angle Camera (WAC) do instrumento Mercury Dual Imaging System (MDIS) a bordo da sonda MESSENGER da NASA, como parte da campanha de imageamento do limbo pelo instrumento MDIS. Uma vez por semana, o instrumente MDIS registra imagens do limbo de Mercúrio, com uma ênfase no imageamento do limbo do hemisfério sul do planeta. Essas imagens do limbo fornecem informações sobre a forma de Mercúrio e medidas complementares da topografia feitas pelo instrumento Mercury Laser Altimeter (MLA) do hemisfério norte de Mercúrio.
 
A sonda MESSENGER é a primeira sonda a orbitar o planeta Mercúrio, e os sete instrumentos científicos da sonda e a investigação científica via rádio, estão revelando a hostória e a evolução do planeta mais interno do Sistema Solar. Durante os primeiros dois anos de operações orbitais, a sonda MESSENGER adquiriu mais de 150000 imagens e outros tantos conjuntos de dados. A sonda MESSENGER é capaz de continuar suas operações orbitais até o começo de 2015.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton