Sonda da NASA encontra 833 planetas, incluindo 104 habitáveis

Desde os primeiros três anos de dados de Kepler, mais de 3.500 mundos potenciais surgiram. Desde a última atualização, em janeiro, o número de candidatos a planetas identificados pelo Kepler aumentou em 29 por cento e agora totaliza 3538, a análise é conduzida por Jason Rowe, um cientista de pesquisa do SETI.Crédito: SETI
 
A busca por outros planetas como a Terra na galáxia teve um grande impulso ontem (04 de novembro), com a descoberta de centenas de planetas alienígenas recém identificados pela sonda Kepler, da NASA, incluindo 104 novos mundos que poderiam suportar a vida. O número total de candidatos a planetas subiu para 3.538. Dos 104 planetas na zona habitável, 10 deles são do tamanho da Terra, segundo os cientistas. A sonda Kepler, lançada em 2009, teve como objetivo determinar que fração de estrelas na Via Láctea abriga planetas do tamanho da Terra que orbitam a zona habitável. Agora, os cientistas estão à beira de responder a essa pergunta.
 
 O telescópio Kepler passou os últimos quatro anos olhando para um pedaço do céu na constelação de Cygnus, identificando variações minúsculas no brilho das estrelas, o que indica que um planeta está cruzando a sua frente. E uma variedade muito grande de planetas foi detectada, incluindo “Júpiteres quentes”, mundos gigantes gasosos que orbitam muito perto suas estrelas hospedeiras; mundos gelados semelhantes a Netuno, e as chamadas “Super-Terras”. O Kepler parou funcionar no dia 11 de maio, quando sofreu uma falha na segunda das quatro rodas de reação. Mas os cientistas vão continuar explorando as vastas quantidades de dados já tomadas para encontrar novos planetas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton