Postagens

Mostrando postagens de Julho 26, 2013

Lançando nova luz sobre os objetos mais brilhantes do Universo

Imagem
Impressão de artista de ULAS J1120+0641, um quasar alimentado por um buraco negro com uma massa de 2 mil milhões de Sóis.Crédito: ESO/M. Kornmesser
Os quasaresestão entre os objectos mais brilhantes, mais antigos, mais distantes e mais poderosos do Universo. Alimentados por buracos negros supermassivos no centro de galáxias gigantescas, os quasares podem emitir enormes quantidades de energia, até mil vezes a produção total das centenas de milhares de milhões de estrelas de toda a nossa Via Láctea. Astrofísicos da Universidade de Dartmouth, no estado americano de New Hampshire, escreveram um artigo que será publicado na revista The Astrophysical Journal, que relata descobertas baseadas em observações de 10 quasares. Eles documentaram o imenso poder da radiação quasar, que se estende por muitos milhares de anos-luz, até aos limites da galáxia do quasar. "Pela primeira vez, somos capazes de ver a real extensão em que estes quasares e os seus buracos negros podem afectar as suas galáxi…

A tromba do elefante em IC 1396

Imagem
Créditos de imageme direitos autorais:JuanLozanode Haro Como uma ilustração num conto galáctico, a Nebulosa da Tromba do Elefante é soprada através da nebulosa de emissão e do jovem complexo de aglomerado estelar IC 1396, no alto e na parte distante da constelação de Cepheus. Claro, a tromba de elefante cósmica tem mais de 20 anos-luz de comprimento. Essa composição, mostrada acima foi registrada através de filtros de banda curta que transmitem a luz dos átomos ionizados de hidrogênio, enxofre, e oxigênio na região. A imagem resultante destaca as brilhantes cadeias que delimitam os bolsões de gás e poeira interestelar. Essas nuvens filamentares escuras, embebidas, contém o material bruto para a formação de estrelas e esconde protoestrelas dentro da poeira cósmica escura. Localizada a aproximadamente 3000 anos-luz de distância, o relativamente apagado complexo IC 1396, cobre uma região no céu que se espalha por mais de 5 graus. Esse mosaico de detalhe cobre um campo de visão de 2 graus,…

Companhia Privada Pretende Instalar Telescópio na Lua em 2015

Imagem
A exploração espacial privada deve ir para a Lua e logo. A primeira missão mundial para o polo sul ensolarado da Lua colocará um telescópio privado no pico lunar da Montanha Malapert no começo de 2015. Moon Express, uma startup privada de comércio lunar, e a International Lunar Observatory Association, uma fundção sem fins lucrativos para a observação da Lua, se juntaram para colocar o International Lunar Observatory, uma antena de rádio telescópio com 2 metros de diâmetro, na Lua, para observar a galáxia sem a interferência da atmosfera da Terra que absorve determinados tipos de radiação. O ILOA planeja começar pequeno, estabelecer uma presença científica na Lua e eventualmente mover a exploração humana para lá. Uma missão preliminar com um telescópio menor será lançada em 2015. O observatório completo, programado para chegar em 2016, poderá realizar, pesquisa científica, transmissão comercial e permitir a educação Galaxy 21st Century e a ciência cidadã na Lua, de acordo com o comunic…

IRIS Telescópio da NASA oferece o primeiro vislumbre da misteriosa atmosfera do Sol

Imagem
O momento quando um telescópio abre suas portas pela primeira vez culmina de anos de trabalhos e planejamento – enquanto que simultaneamente estabelece as bases para uma série de pesquisas e respostas que ainda estão por vir. Esse é um momento de uma animação e talvez com um pouco de incerteza. No dia 17 de Julho de 2013, uma equipe internacional de cientistas e engenheiros que apoiaram e construíram o Interface Region Imaging Spectrograph da NASA, ou IRIS, todos viveram esse momento. Enquanto que a nave orbitava a Terra, a porta do telescópio se abriu para observar as misteriosas camadas inferiores da atmosfera do Sol e os resultados foram realmente fantásticos. Os dados são claros e nítidos, mostrando com detalhes sem precedentes essa região pouco observada. “Essas belas imagens do IRIS irão nos ajudar a entender como a atmosfera inferior do Sol pode ser responsável por uma série de eventos ao redor do Sol”, disse Adrian Daw, cientista da missão para o IRIS no Goddard Space Flight Ce…

WISE da NASA descobre que os misteriosos objetos Centauros deve ser cometas

Imagem
A figura mitológica do Centauro - metade homem, metade cavalo - é usada para representar a população dos misteriosos objetos entre as órbitas de Júpiter e Netuno.Nasa/JPL  A verdadeira identidade de centauros, os pequenos corpos celestes que orbitam o Sol entre Júpiter e Netuno, é um dos grande mistérios persistentes da astrofísica. Eles são asteroides ou cometas? Um novo estudo de observações feitas com o Wide-field Infrared Survey Explorer, ou WISE da NASA aponta que a maior parte dos objetos centauros são cometas. Até agora, os astrônomos não tinham certeza se os centauros são asteroides expulsos da parte interna do Sistema Solar, ou cometas viajando em direção ao Sol de muito longe. Devido a sua natureza dúbia, eles receberam o nome da criatura da mitologia grega que tem cabeça e dorso humano e pernas de cavalo. “Como as criaturas místicas, os objetos centauros parecem ter uma vida dupla”, disse James Bauer do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em Pasadena, na Califórnia. Baue…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...