Cientistas descobrem planeta que está sendo engolido por sua estrela

O mesmo processo ocorrerá com a Terra em relação ao Sol daqui a 4,5 bilhões de anos
 Já imaginou a Terra sendo devorada pelo Sol, que se expande vorazmente e engloba todos os planetas do Sistema Solar? É isso o que está acontecendo em uma galáxia a 3.500 anos-luz de nós, onde a gigante estrela vermelha chamada KIC 8219268 passa por sua fase final de vida.  A descoberta foi feita por uma equipe do Observatório Astronômico Alemão-Espanhol de Calar Alto, na Espanha. Eles utilizaram dados do telescópio espacial Kepler, da Nasa, que durante anos acompanhou o espaço em busca de vestígios que indicassem a possível presença de planetas. Os cientistas ressaltam ainda que este é um dos raros casos já constatados onde uma estrela devora seus planetas.

O planeta ameaçado de sumir do mapa foi batizado de Kepler-91b. Ele é um gigante gasoso, com tamanho 30% maior do que Júpiter. Este “mundo infernal” seria ainda equivalente a cerca de 15 Terras. Astrônomos estimam que ele já teria gasto cerca de 99% de sua vida útil máxima, de cerca de 55 milhões de anos.

Já as estrelas passam a maior parte de suas vidas na idade adulta, “idade” atual do nosso Sol. É uma fase tranquila longo, onde o
corpo celeste quase não sofre alterações de tamanho e temperatura. Mas o problema começa quando ela fica sem o hidrogênio em seu interior, gás considerado como combustível, a estrela começa a queimar hélio. Seu núcleo vai se contrair, enquanto as camadas mais externas se expandem de forma descontrolada.  Este processo também acontecerá com em nosso Sistema Solar, com a Terra sendo engolida pelo Sol. Mas só daqui a cerca de 4,5 bilhões de anos.
Fonte: O Globo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton