M27: A Nebulosa do Haltere

See Explanation.  Clicking on the picture will download
 the highest resolution version available.

A primeira pista sobre o que o Sol se tornaria foi descoberta inadvertidamente em 1764. Naquela época, Charles Messier estava compilando uma lista de objetos difusos para não serem confundidos com cometas. O vigésimo sétimo objeto na lista de Messier, agora conhecido como M27 ou Nebulosa do Haltere, é uma nebulosa planetária, o tipo de nebulosa que o nosso Sol produzirá quando a sua fusão nuclear se encerrar em seu núcleo. A M27 é uma das nebulosas planetárias mais brilhantes do céu, e pode ser vista na direção da constelação da Raposa (Vulpecula) com binóculos. Sua luz leva cerca de 1000 anos para chegar até nós. A imagem acima mostra a M27 em cores representativas das emissões de hidrogênio e oxigênio. O entendimento sobre a física e o significado da M27 estava bem além da ciência do século 18. Mesmo hoje, muitas coisas ainda se mantêm misteriosas sobre as nebulosas planetárias bipolares, como a M27, incluindo o mecanismo físico que expele o envelope externo gasoso de uma estrela de pouca massa, deixando para trás uma estrela anã branca que é quente com relação à emissão de raios-X.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Como surgiu o primeiro átomo?

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton