Postagens

Mostrando postagens de Maio 13, 2014

Astrónomos encontram há muito perdida “Irmã do Sol” Abrem caminho para reunião familiar

Imagem
A irmã do Sol, HD 162826, não é visível a olho nu, mas pode ser vista com binóculos perto da brilhante estrela Vega. Crédito: Ivan Ramirez/Tim Jones/Observatório McDonald
Uma equipe de investigadores liderada pelo astrónomo Ivan Ramirez da Universidade do Texas em Austin, EUA, identificou a primeira "irmã" do Sol - uma estrela que quase certamente nasceu da mesma nuvem de gás e poeira que a nossa. Os métodos de Ramirez vão ajudar os astrónomos a encontrar outras irmãs solares, o que poderá levar a um melhor entendimento de como e onde o nosso Sol se formou, e também como o nosso Sistema Solar tornou-se hospitaleiro para a vida. O trabalho será publicado na edição de 1 de Junho da revista The Astrophysical Journal. Queremos saber onde nascemos," afirma Ramirez. "Se pudermos descobrir em que parte da Galáxia o Sol foi formado, podemos restringir as condições no início do Sistema Solar. E isso pode ajudar-nos a compreender porque é que estamos aqui."
Adicionalmente…

CG4 - Glóbulos cometário rompido

Imagem
Pode uma nuvem de gás agarrar uma galáxia? Não é nem perto. A “garra” desta foto acima é uma nuvem de gás conhecida como um glóbulo cometário . Este glóbulo, no entanto, se rompeu. Glóbulos cometários são tipicamente caracterizados por restos de poeira estelar formando imagens, como a de cima . Estas características causar cometários glóbulos ter semelhanças visuais para cometas, mas na realidade eles são muito diferentes. Os glóbulos estão frequentemente nos locais como berçário de estrelas, e muitos mostram estrelas muito jovens em suas cabeças. A razão para a ruptura  do objeto não é completamente conhecida. A galáxia à esquerda do glóbulo é enorme e só é colocado perto CG4 por acaso superposição. Fonte: http://apod.nasa.gov/apod/ap140513.html

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...