Desmentida descoberta de ondas gravitacionais e inflação cósmica

Desmentida descoberta de ondas gravitacionais e inflação cósmica

A "descoberta" da inflação cósmica virou poeira galáctica quando os dados do BICEP2 foram comparados com os dados do telescópio Planck.[Imagem: ESA/Planck Collaboration]

Descoberta cancelada

A alegada detecção das ondas gravitacionais, que serviriam como prova da inflação cósmica pós-Big Bang, foi retratada pelos cientistas. A equipe do experimento BICEP2 voltou atrás em suas alegações depois de refazer a interpretação dos dados juntamente com a equipe do telescópio espacial Planck, cujos resultados deveriam ter servido de parâmetro para a interpretação das medições feitas. A conclusão é que os sinais medidos pela equipe do BICEP2 devem-se à poeira disseminada pela Via Láctea. "Este trabalho conjunto mostrou que [as alegações anteriores] não são robustas quando a emissão da poeira galáctica é removida. Assim, infelizmente, nós não fomos capazes de confirmar que o sinal seja uma marca da inflação cósmica," disse Jean-Loup Puget, membro da equipe do Planck.

Inflação cósmica

A teoria da inflação cósmica, elaborada há cerca de 30 anos por Alan Guth e Andrei Linde, propõe que essa fase de crescimento exponencial do Universo nas frações de segundo após o Big Bang deixaria marcas na radiação cósmica de fundo, uma radiação de micro-ondas presente em todo o céu e que os cientistas acreditam ser um resquício do Big Bang. O experimento BICEP2 (Background Imaging of Cosmic Extragalactic Polarisation), instalado no Pólo Sul, foi projetado para detectar essas marcas na radiação cósmica de fundo, que seriam essencialmente ondas gravitacionais.


O anúncio da "descoberta", feito em Março do ano passado, foi saudada por algumas revistas como a "descoberta do século", mas imediatamente suscitou questionamentos de vários cientistas, que contestaram os dados do BICEP2 alegando justamente que a polarização detectada poderia ser devida à poeira presente na galáxia. E o "mico" parece ter sido pago por uma prática pouco condizente com o rigor científico: em sua medição, os cientistas usaram um mapa da radiação cósmica de fundo sem nenhum detalhamento, retirado de uma apresentação feita em um congresso. Quando a equipe do Planck publicou um mapa com o detalhamento adequado, a "descoberta" virou poeira galáctica.
Fonte: Inovação Tecnológica

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton