Uma lente sorrindo

A smiling lens

No centro dessa imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble, das agências espaciais, NASA e ESA, está o aglomerado de galáxias conhecido como SDSS J1038+4849 – e ele parece estar sorrindo para nós. Você pode ver seus dois olhos laranjas e a ponta branca do seu nariz. No caso dessa “carinha feliz”, os dois olhos são galáxias muito brilhantes e as linhas do “sorriso” são na verdade, os arcos causados por um efeito conhecido como lente gravitacional forte. Os aglomerados de galáxias são as estruturas mais massivas no universo e exercem uma poderosa força gravitacional de modo que eles são capazes de distorcer o epaço-tempo ao seu redor e agir como uma verdadeira lente cósmica que pode, ampliar, distorcer e curvar a luz além deles. Esse fenômeno, crucial para muitas descobertas realizadas pelo Telescópio Espacial Hubble, pode ser explicado pela Teoria Geral da Relatividade de Einstein. Nesse caso especial da lente gravitacional, um anel – conhecido como Anel de Einstein – é produzido a partir da curvatura da luz, uma consequência do alinhamento exato e simétrico da fonte, lente e observador, resultando na estrutura em forma de anel que podemos ver nessa imagem. O Hubble tem fornecido aos astrônomos as ferramentas para pesquisar essas massivas galáxias e modelar seus efeitos de lente, permitindo que possamos vasculhar mais distante no universo do que nunca. Esse objeto foi estudado pela Wide Filed and Planetary Camera 2 (WFPC2) e pela Wide Filed Camera 3 (WFC3) do Hubble como parte de uma pesquisa de fortes lentes gravitacionais pelo universo. Uma versão dessa imagem entrou na competição de processamento de imagens do Hubble, a Hubble’s Hidden Treasures pelo competidor Judy Schmidt.
Fonte: http://www.spacetelescope.org/images/potw1506a/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton