As maiores dúvidas sobre Plutão

A sonda New Horizons acaba de passar por Plutão e captou imagens magníficas desse objeto misterioso e encantador, residente nas profundezas do Sistema Solar. Os cientistas esperam com isso esclarecer muitas dúvidas sobre a origem dos planetas e da química que levou ao surgimento da vida na Terra. Mas, por ora, a imensa maioria dos terráqueos está se contentando em responder perguntas mais simples.
Melhor imagem que teremos de Plutão hoje, obtida antes do início do sobrevoo. (Crédito: Nasa)
Melhor imagem que teremos de Plutão hoje, obtida antes do início do sobrevoo. (Crédito: Nasa)
E, quando a humanidade quer uma resposta, o que ela faz? Procura no Google, claro!


Eis então as sete perguntas mais feitas na segunda-feira (em inglês) ao onipresente buscador internético.


1. Plutão é um planeta?
2. Qual é a distância entre Plutão e a Terra?
3. Quanto tempo leva para chegar a Plutão?
4. Quem descobriu Plutão e quando?
5. O que acontece à New Horizons depois de Plutão?
6. A que distância a New Horizons vai chegar de Plutão?
7. Quão frio é Plutão?



As respostas, claro, vêm em seguida. E se você quiser saber, em tempo real, o que está rolando na missão New Horizons, clique aqui.


1. Plutão é um planeta?
Claro que a pergunta mais difícil encabeçou a lista.
A resposta curta é não, Plutão não é considerado hoje como um planeta. A longa é: depende de como você define planeta, uma escolha completamente arbitrária. A origem da palavra é grega e pode ser traduzida como “andarilho”. Ela era usada pelos antigos para definir objetos que se moviam no céu de forma diferente das outras estrelas. A Terra, para eles, era tida como o centro do Universo. Naquela época, ela não era planeta. Em compensação, a Lua e o Sol, que se moviam pelo céu sem acompanhar as estrelas de fundo, eram planetas. Pelo critério da Antiguidade, Plutão seria considerado planeta — embora nem fosse conhecido naquela época.

Então, no século 16, Copérnico descobriu — e acabou contando para todo mundo — que a Terra não era o centro do Universo. Ela seria apenas mais um planeta, como Marte ou Vênus, e todos eles estariam girando em torno do Sol, o verdadeiro centro do sistema. Essa definição de planeta — mundo que orbita o Sol — valeu até o século 19. Mas, a partir de 1801, começaram a achar muitos novos planetas: Ceres, Vesta, Juno, todos eles pequenos e na mesma região do espaço. No fim, viram que se tratava de um cinturão de asteroides, e isso marcou a primeira era de “rebaixamento”.

Em 1930, encontraram Plutão. De início ele parecia estar sozinho em sua região do espaço e foi logo proclamado planeta — a mesma coisa que havia acontecido com Urano, descoberto em 1781, e Netuno, descoberto em 1846. Mas na década de 1950 começaram a achar que ele fazia parte de um cinturão de objetos, e outros membros do grupo começaram a ser descobertos a partir de 1992. Em 2006, diante do impasse, a IAU (União Astronômica Internacional) decidiu pôr fim à esbórnia e criar uma definição clara de planeta — até então, planeta era uma coisa que todo mundo sabia o que era, mas ninguém sabia por quê.

A definição foi criada para não colocar na mesma categoria planetas e membros de cinturões. E uma sub-categoria foi criada para abrigar os membros de cinturões que fossem suficientemente grandes para ser redondos. Com isso, Ceres e Plutão, passaram a ser planetas anões. E liga da primeira divisão de planetas do Sistema Solar ficou com oito membros: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

Resumo da ópera: pela definição astronômica vigente, Plutão é planeta anão. Não é planeta. Agora, note que essa definição está ligada às companhias que um objeto tem na região de sua órbita, não às características intrínsecas do objeto. Por isso eu gosto de tratar todos esses objetos — os planetas, Plutão, Ceres e muitas das luas do Sistema Solar — genericamente como “mundos”. É o que eles são: outros mundos. E Plutão é o mundo mais distante já explorado por uma espaçonave humana.


2. Qual é a distância entre Plutão e a Terra?
Plutão tem uma órbita oval, de forma que sua distância da Terra varia bastante. Quando está mais longe, ele pode ficar a até 50 unidades astronômicas de distância de nós. Uma unidade astronômica (UA) é justamente a distância média entre a Terra e o Sol, cerca de 150 milhões de km. É a nossa régua padrão para medir distâncias planetárias. Então, 50 UA de distância equivalem a 7,5 bilhões de km. Em compensação, na aproximação máxima, a distância cai para 28,6 UA, cerca de 4,3 bilhões de km. No momento, ele está a aproximadamente 5 bilhões de km daqui.


3. Quanto tempo leva para chegar a Plutão?
Bem, essa pergunta depende da velocidade com que você viaja. Uma transmissão de rádio enviada da Terra até Plutão, viajando à velocidade da luz, leva 4,5 horas para chegar lá. Já a sonda New Horizons — a mais veloz já lançada da Terra — levou 9,5 anos. E poderia ter sido muito mais. Se ela não tivesse passado perto de Júpiter no começo da viagem, para ganhar um impulso gravitacional extra, teria levado 14 anos. O preço da chegada célere é que não há como frear para entrar em órbita. Por isso a New Horizons passou “lotada” por Plutão, só registrando imagens durante o período de sobrevoo.


4. Quem descobriu Plutão e quando?
Plutão foi descoberto pelo astrônomo americano Clyde Tombaugh, em 1930. Contratado pelo Observatório Lowell, em Flagstaff, no Arizona, ele estava em busca de um “planeta X”, previsto por Percival Lowell. Quando Plutão foi descoberto, mais ou menos na posição prevista, ninguém teve dúvida de que ele era esse tal “nono planeta”. Por isso ele foi rapidamente aceito como membro da elite do Sistema Solar.


5. O que acontece à New Horizons depois de Plutão?
Ela continuará viajando pelo cinturão de Kuiper, o agregado de objetos do qual Plutão faz parte. A Nasa espera que ela possa fazer mais um sobrevoo de outro objeto do cinturão até 2020, antes de rumar em definitivo para fora do Sistema Solar. Em meados de 2030, sua bateria nuclear irá se esgotar, e ela vagará pelo espaço sem funcionar, assumindo uma órbita em torno do centro da Via Láctea — a galáxia que abriga o Sol e outros 200 bilhões de estrelas como ele.


6. A que distância a New Horizons vai chegar de Plutão?
Em sua aproximação máxima, ocorrida às 8h49 de hoje, a New Horizons passou a 12.500 km da superfície de Plutão — um pouco menos do que o diâmetro da Terra.
7
. Quão frio é Plutão?
Estima-se hoje que a temperatura na superfície seja de cerca de -230 graus Celsius, com variações de 10 graus para cima ou para baixo. Os cientistas esperam que a New Horizons forneça medições precisas capazes de refinar essa estimativa.
Fonte: Salvador Nogueira - Mensageiro Sideral

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Como surgiu o primeiro átomo?

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton