O cosmos vai tremer! Astrônomos descobrem buracos negros em rota de colisão


Se a colisão de pequenos objetos celestes contra a Terra já são capazes de causar verdadeiros estrondos (você deve se recordar da explosão provocada pelo meteorito que atingiu a região de Chelyabinsk, na Rússia, em 2013), imagine, então, quais seriam as consequências de uma trombada entre dois buracos negros! Pois, segundo Bryan Nelson, do portal Mother Nature Network, existe a possibilidade de que esse evento aconteça em alguns milhares de anos. De acordo com Bryan, uma equipe de astrônomos do Instituto de Tecnologia da Califórnia — Caltech — identificou uma dupla de buracos negros supermassivos na Constelação de Virgem que está prestes a se chocar. Conforme explicaram os cientistas, os dois se encontram a pouco mais de 320 bilhões de quilômetros um do outro e, apesar de parecer muito, em termos astronômicos, essa distância é incrivelmente curta.

ENCONTRÃO CÓSMICO
Segundo Bryan, a distância que separa a dupla de buracos negros equivale à distância que existe entre o nosso Sol e a Nuvem de Oort — ou seja, cerca 1 ano-luz apenas —, e os astrônomos nunca estiveram tão perto de acompanhar a aproximação entre dois buracos negros nas proporções dos que foram descobertos pela equipe.  Os astrônomos explicaram que é difícil prever com precisão quais serão as consequências da colisão, mas eles acreditam que ela poderia resultar na liberação de uma quantidade de energia equivalente à explosão de 100 milhões de supernovas. Além disso, o estrondo poderia gerar um descomunal tsunami de ondas gravitacionais que se espalhariam pelo espaço e que poderiam fazer tremer o próprio tecido do espaço-tempo que compõe o Universo. Só para que você tenha uma ideia, se um evento semelhante ocorresse na nossa galáxia, todas as estrelas da Via Láctea — incluindo o Sol e todos os planetas que fazem parte do Sistema Solar — seriam atingidas e lançadas ao escuro abismo do cosmos como se fossem os detritos de um grande furacão.

SOCORRO
De acordo com Bryan, não há motivo para pânico, pois, além de a Constelação de Virgem se encontrar a milhões de anos-luz de distância da Terra, a trombada entre os dois buracos negros só deve acontecer em cerca de 100 mil anos. Isso significa que, apesar de em termos astronômicos esse ser um período de tempo equivalente a um piscar de olhos, você não estará por aqui para ver o que vai acontecer!  Entretanto, embora os astrônomos saibam que não vão testemunhar a colisão propriamente dita, eles poderão acompanhar a aproximação dos dois buracos negros e aproveitar essa oportunidade única para testar diversas teorias e previsões sobre o cosmos que só podem ser colocadas à prova em situações extremas como a da colisão.
Fonte: Mega Curioso

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton