Juno completa com sucesso "FLYBY" por Júpiter

A região polar norte de Júpiter torna-se visível à medida que a sonda Juno se aproxima do planeta gigante. Esta imagem foi obtida no dia 27 de agosto, quando a nave se encontrava a 703.000 km de distância.  Crédito: NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS

A missão Juno da NASA executou com sucesso o seu primeiro de 36 voos rasantes por Júpiter. Às 14:44 de sábado, hora portuguesa, a Juno passou a 4200 km das nuvens rodopiantes do gigante gasoso. A essa altura, a nave viajava a 208.000 km/h em relação ao planeta. Este "flyby" da Juno é o mais próximo da sua missão principal. A telemetria inicial pós-voo indica que tudo funcionou como planeado e que a Juno está de boa saúde," afirma Rick Nybakken, gerente do projeto Juno no JPL da NASA em Pasadena, no estado americano da Califórnia.

Durante a missão, estão planeados mais 35 voos rasantes por Júpiter (com fim previsto para fevereiro de 2018). O "flyby" de 27 de agosto foi o primeiro em que a Juno teve todo o seu conjunto de instrumentos científicos ativados e apontados para o planeta gigante à medida que a nave espacial por ele passava. Estamos recebendo alguns dados interessantes," comenta Scott Bolton, investigador principal da Juno do SwRI (Southwest Research Institute) em San Antonio, EUA. "Serão precisos alguns dias para que todos os dados científicos recolhidos durante o 'flyby' sejam transmitidos e ainda mais tempo para começar a compreender o que a Juno e Júpiter estão tentando dizer-nos.

Apesar dos resultados da "suite" de instrumentos da sonda só serem anunciados num futuro próximo, um punhado de imagens da JunoCam poderão ser divulgadas durante as próximas duas semanas. Essas incluem as imagens de mais alta-resolução da atmosfera joviana e o primeiro vislumbre dos polos norte e sul de Júpiter. Estamos numa órbita onde nunca ninguém esteve antes, e estas imagens dão-nos uma nova perspetiva sobre este gigante mundo gasoso," explica Bolton. A sonda Juno foi lançada no dia 5 de agosto de 2011, a partir de Cabo Canaveral, na Flórida, e alcançou Júpiter no dia 4 de julho de 2016.
Fonte: Astronomia OnLine





LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton

Como surgiu o primeiro átomo?