Cinco fatos sobre o Big Bang

O Big Bang é a pedra angular da cosmologia, mas o que exatamente ele significa?

Os Astrônomos Edwin Hubble e Milton Humason no início do século 20 descobriram que as galáxias estão se afastando da Via Láctea. Mais direto ao ponto: Cada galáxia está se afastando de qualquer outra galáxia, em média, o que significa que todo o universo está se expandindo. No passado, então, todo o cosmos deve ter sido muito menor, porém quente e denso. Essa descrição, conhecida como o modelo do Big Bang, foi contra as novas descobertas e teorias concorrentes por cerca de um século. Então, o que é toda essa coisa "Big Bang"?

O Big Bang aconteceu em todos os lugares ao mesmo tempo. 

O universo não tem nenhum centro ou da borda, e cada parte do cosmos está se expandindo. Isso significa que, se correr o relógio para trás, podemos descobrir exatamente quando tudo estava amontoado: 13,8 bilhões de anos atrás. Uma vez que cada lugar que podemos mapear no universo hoje ocupou o mesmo lugar 13,8 bilhões de anos atrás, não podemos dizer que houve um local para o Big Bang: Ele aconteceu em todos os lugares ao mesmo tempo!

O Big Bang não descreve realmente o início de tudo. 

O "Big Bang" em geral refere-se a teoria da expansão cósmica e início do universo quente. No entanto, por vezes, até mesmo os cientistas usam o termo para descrever um momento no tempo, quando tudo foi embalado em um único ponto. O problema é que não temos qualquer observação ou teoria que descreva esse momento, que é adequadamente (se desajeitadamente) chamado "singularidade primordial". 

A singularidade primordial é o ponto de partida para o Universo que observamos, mas pode ter havido algo antes. 

A dificuldade é que a expansão muito quente, rápida e precoce chamada "inflação", que provavelmente aconteceu logo após a singularidade dizimar a maioria, se não todas, as informações sobre qualquer história que precedeu o Big Bang. Os físicos continuaram pensando em novas maneiras de verificar se há sinais de um universo anterior, e embora nós não tenhamos evidências de nenhum deles até o momento, não podemos descartá-los ainda.
 
teoria do Big Bang explica de onde veio todo o hidrogênio e hélio no universo.

Na década de 1940, Ralph Alpher e George Gamow calcularam que o universo primitivo era quente e denso o suficiente para fazer praticamente todo o hélio, lítio e deutério (hidrogênio com um nêutron) presente no cosmos hoje; Estudos posteriores mostraram que o hidrogênio primordial realmente veio do início do Cosmos. Isto é conhecido como "nucleossíntese do Big Bang", e que se destaca como uma das previsões mais bem sucedidas da teoria. Os elementos mais pesados ​​(como oxigênio, ferro e urânio) foram formados em estrelas e explosões de supernovas. 

A melhor evidência para o Big Bang é na forma de microondas. Logo no início, todo o Universo era denso o suficiente para ser completamente opaco. Mas em um momento cerca de 380.000 anos após o Big Bang, a expansão espalhou a matéria suficientemente para fazer com que o universo ficasse transparente. 

A luz emitida a partir dessa transição, conhecida como radiação cósmica de fundo (CMB), ainda existe. Ela foi observada pela primeira vez em 1960 por Arno Penzias e Robert Wilson. Essa descoberta consolidou a teoria do Big Bang como a melhor descrição do universo; desde então, observatórios, tais como o WMAP e Planck usaram a CMB para nos dizer muito sobre a estrutura total, o teor do cosmos.

Uma das primeiras pessoas a pensar cientificamente sobre a origem do universo era um padre católico. 

Além de sua formação religiosa e de trabalho, Georges Lemaître foi um físico que estudou a teoria da relatividade geral e trabalhou em alguns dos primeiros estudos do cosmos nos anos 1920 e 30. Suas metáforas preferida para a origem do universo era o "ovo cósmico" e o "átomo primordial", mas elas nunca pegaram, o que é muito ruim, porque...

Parece que ninguém gosta o nome de "Big Bang". 

Até os anos 1960, a ideia de um universo com um começo foi controversa entre os físicos. O nome "Big Bang" foi na verdade inventado pelo astrônomo Fred Hoyle, que foi o principal proponente de uma teoria alternativa, onde universo continua para sempre sem um começo. Sua abreviação para a teoria pegou, e até hoje todos usam esse cunho, "Big Bang", para se referir à teoria.

O Big Bang é a pedra angular da cosmologia, mas isso não é toda a história. Os cientistas ainda tentam refinar a teoria do universo, motivados pela nossa observação de todo o material estranho lá fora. A matéria escura (que detém as galáxias juntas) e a energia escura (que faz com que a expansão do universo acelere) são os maiores mistérios que não são descritos pela teoria do Big Bang por si só. 

A nossa visão do Universo, como o próprio cosmos, continua a evoluir à medida que descobrimos mais e mais coisas novas. Mas em vez de desvanecer, o Big Bang continua sendo a nossa melhor explicação do por que as coisas são do jeito que são - o fogo no início do universo.
FONTE: MISTERIOS DO UNIVERSO



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton

Como surgiu o primeiro átomo?