Uma nova visão da Nebulosa do Caranguejo

No ano de 1054, durante a Dinastia Song, os astrônomos chineses registraram uma estrela nova estrela brilhante no céu noturno. Essa nova “estrela” foi gerada graças à morte espetacular de uma estrela localizada a cerca de 1600 anos-luz de distância da Terra. Essa explosão criou na verdade, um dos objetos mais belos e mais bem estudados do céu, a Nebulosa do Caranguejo. O belo resultado dessa cataclísmica supernova do Tipo II é mostrado aqui numa bela imagem feita pela Advanced Camera for Surveys do Telescópio Espacial Hubble.

Um pouco diferente das imagens normalmente vistas dessa remanescente de supernova, que mostra espiras e ramos intrigados que permeiam toda a região, essa imagem usa um único filtro, dando assim uma visão mais suave e mais simples da famosa nebulosa. O colapso da estrela progenitora do Caranguejo, levou à formação de uma estrela de nêutrons que gira rapidamente, chamada de Pulsar do Caranguejo, que localiza-se no coração da nebulosa.

Esse objeto, tem o mesmo tamanho da lua Fobos de Marte, mas contém quase que uma vez e meia a massa do Sol, e gira a uma velocidade de 30 vezes por segundo. Isso faz com que jatos de radiação de alta energia, periodicamente sejam varridos em direção à Terra, como a luz de um farol, fazendo com que a Nebulosa do Caranguejo pareça pulsar em comprimentos de ondas específicos.

A Nebulosa do Caranguejo é também conhecida como NGC 1952, e Messier 1. Esse segundo nome foi dado por Charles Messier. Ele inicialmente classificou erroneamente a nebulosa como sendo o Cometa Halley, mas rapidamente percebeu que o objeto não se movimentava no céu. Então ele decidiu chamar o objeto de M1, e a Nebulosa do Caranguejo se tornou o primeiro objeto do catálogo de objetos que se pareciam com cometas, mas não eram e que foi compilado pelo grande astrônomo Charles Messier.
Fonte: SPACE TODAY
http://spacetelescope.org/images/potw1644a/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton

Como surgiu o primeiro átomo?