Postagens

Mostrando postagens de Outubro 11, 2016

SOFIA detecta colapsos de nuvens interestelares

Imagem
Os astrônomos utilizaram o SOFIA para observarem parcelas de 6  nuvens interestelares, cujo caminho é se tornarem estrelas muito maiores que o nosso sol. Quando uma estrela entra em colapso, sua gravidade faz ela se contrair a ponto do atrito gerar calor, desencadeando na fusão de hidrogênio, e depois, uma estrela é formada.  Os astrônomos se animaram com as observações do SOFIA porque elas confirmaram  modelos teóricos de formações de estrelas com o colapso de nuvens interestelares e o ritmo desse colapso. Um problema de estudar esses colapsos é o fato de ser rápido em questões astronômicas, por isso, o “Infall” (nome desse fenômeno) é desafiador, dificultando os estudos.  Utilizando um instrumento do observatório German Receiver for Astronomy at Terahertz Frequencies (GREAT), os cientistas observaram 9 proto-estrelas procurando por esse estágio de desenvolvimento realizando medições, e descobriram que 6 de 9 dessas estrelas foram colapsadas ativamente. O SOFIA é muito importante nas…

Hubble detecta "BOLAS DE CANHÃO" disparadas por estrelas

Imagem
Este gráfico com quatro paineis ilustra como o sistema binário V Hydrae lança bolas de plasma para o espaço. O painel 1 mostra as duas estrelas em órbita uma da outra. Uma das estrelas está perto do final da sua vida e inchou em tamanho, tornando-se numa gigante vermelha. No painel 2, a órbita da estrela mais pequena leva-a até à atmosfera estendida da gigante vermelha. À medida que a estrela viaja através da atmosfera, recolhe material da gigante vermelha, material que assenta num disco em seu redor. A acumulação de material atinge um ponto crítico e este é, eventualmente expelido sob a forma de bolhas de plasma quente ao longo do eixo de rotação da estrela, como o painel 3 mostra. Este processo de expulsão é repetido a cada oito anos e meio, o tempo que leva para a estrela mais pequena fazer outra passagem pelo invólucro inchado da gigante vermelha, visto no painel 4. Crédito: NASA, ESA e A. Feild (STScI)

O Telescópio Espacial Hubble da NASA detetou "bolhas" superquentes de…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...