Misterioso Planeta 9 pode ser um mundo desgarrado capturado pelo nosso sistema solar

O suposto Planeta 9, que alguns cientistas acreditam estar escondido muito além da órbita de Plutão, poderia ser um ex-planeta errante que foi capturado pelo nosso sistema solar em algum ponto no passado.  É muito plausível que o Planeta 9 seja um planeta errante – um mundo que cruza o espaço sem estar conectado a uma estrela – capturado”, disse o principal autor do estudo, James Vesper, da Universidade do Estado de Novo México, nos EUA.

Simulações

Os pesquisadores realizaram simulações de computador de 156 encontros entre nosso sistema solar e planetas errantes de vários tamanhos e trajetórias. Tais encontros podem não ser tão incomuns. Alguns estudos indicam que os planetas errantes podem superar os “normais” que circundam estrelas hospedeiras em toda a Via Láctea. As simulações sugerem que, em cerca de 60% dos encontros, o planeta “invasor” é lançado para fora do sistema solar. Destes, em cerca de 10% de todos os casos, o errante levaria pelo menos um dos planetas nativos do nosso sistema solar para longe com ele.
Já em cerca de 40% dos encontros, o errante acabaria sendo capturado pelo sistema solar. Isso pode acontecer por meio de uma “captura suave”, na qual nenhum planeta nativo é ejetado, ou o invasor poderia arrancar um ou mais mundos quando chegasse.

Planeta 9

A existência desse mundo foi proposta pela primeira vez em outubro de 2014 pelos astrônomos Scott Sheppard e Chadwick Trujillo. Eles observaram que a influência gravitacional de um mundo gigante não descoberto no sistema solar exterior poderia explicar esquisitices nas órbitas de vários objetos distantes, como o planeta anão Sedna.
Em janeiro de 2016, os astrônomos Konstantin Batygin e Mike Brown encontraram mais evidências de tal planeta nas órbitas de vários corpos no sistema solar exterior. Batygin e Brown apelidaram o mundo de Planeta Nove, e calcularam que ele possivelmente possui uma órbita altamente elíptica de 1.000 unidades astronômicas (AU) do sol.
Para colocar isso em perspectiva, 1 AU é a distância da Terra ao sol, ou cerca de 150 milhões de quilômetros. Netuno encontra-se a cerca de 30 UA do sol, e Plutão nunca fica a mais de 49 UA de nossa estrela.

Possibilidades

A órbita do Planeta 9 é consistente com a de um planeta errante. Mas os novos resultados da simulação não provam nada sobre as origens do mundo hipotético.
Na verdade, os astrônomos ainda têm de confirmar a existência do planeta – embora isso possa acontecer no início de 2017. Outros estudos consideram improvável a explicação do planeta errante, sugerindo que o Planeta 9 é um nativo do sistema solar, ou que o sol arrancou o mundo de uma outra estrela durante um encontro estelar há muito tempo.
Fonte: HypeScience.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton

Como surgiu o primeiro átomo?