Vendo as coisas de lado

Essa imagem feita pela Wide Field Camera 3, ou a WFC3 do Telescópio Espacial Hubble, mostra a NGC 1448, uma galáxia espiral localizada a cerca de 50 milhões de anos-luz de distância da Terra na constelação de Horologium. Nossa tendência sempre é pensar nas galáxias espirais como sendo objetos massivos e aproximadamente circulares, então essa imagem ovalada parece não se ajustar com o que pensamos sobre as espirais. O que está acontecendo?
Imagine uma galáxia espiral como disco circular girando no espaço. Quando nós as observamos de frente, nossas observações revelam uma quantidade de detalhes impressionantes e da sua estrutura. O próprio Hubble já nos presenteou com belas imagens de galáxias espirais observadas de frente. Contudo, a NGC 1448 não está de frente, mas sim está quase que totalmente de lado com relação a Terra, nos dando essa aparência mais ovalada do que circular. Os braços espirais que curvam ao redor do centro da NGC 1448 quase que não podem ser vistos.
Embora as galáxias espirais possam parecer estáticas com suas formas pitorescas congeladas no espaço, isso está longe de ser verdade. As estrelas nessas dramáticas configurações espirais estão em constante movimento e girando ao redor do centro da galáxia, com aquelas no interior girando mais rápido do que as estrelas mais afastadas localizadas nos braços espirais. Isso faz com que a formação e a própria existência dos braços seja um problema cósmico, pois os braços com o passar do tempo deveriam ir ficando cada vez mais apertados até desaparecerem, mas não é isso que observamos. Esse problema é chamado de Problema do Enrolamento.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Como surgiu o primeiro átomo?

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton