Plumas de ENCÉLADO e o potencial em abrigar vida

Encélado tem um oceano na sua subsuperfície que poderia suportar a vida? A descoberta de jatos de vapor de água sendo expelidos pelo polo sul do satélite foi feita pela sonda Cassini em 2005. A origem da água que alimentava esses jatos, contudo, era originalmente desconhecida. Desde a descoberta, as evidências se acumularam indicando que Encélado teria um profundo oceano em sua subsuperfície, aquecido pela chamada flexura de maré. A imagem acima mostra a superfície acidentada de Encélado em primeiro plano, enquanto que colunas de plumas de vapor de água nascem das fraturas congeladas. Esses jatos são mais visíveis em determinados ângulos e com determinadas sombras. No sobrevoo feito em 28 de Outubro de 2015, a Cassini descobriu que as plumas além de se originarem de um oceano na subsuperfície do satélite, são ricas em hidrogênio molecular, uma fonte de comida viável para micróbios que poderiam potencialmente viver ali. No vídeo abaixo um resumo de toda a história.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton