17 de setembro de 2019

O que acontece com uma estrela quando ela morre?


Quando uma estrela morre ela não some simplesmente. Estrelas passam por várias transformações surpreendentes, muitas delas explosivas!
O processo de morte de uma estrela é como reencarnação. Uma estrela nunca morre de verdade, mas o material permanece ao redor e cria outras formações no espaço. Os astrônomos formaram apenas teorias sobre o que eventualmente acontece com as estrelas, porque o universo da Terra ainda é muito jovem. Um ponto principal da vida de uma estrela é alcançar o equilíbrio, ou estabilidade, e quando isso acontece, a estrela começa a se transformar mais uma vez.

Massas Solares

Se uma estrela possui apenas metade da massa do Sol, ou 0,5 massa solares, ela não colapsa sobre si mesma quando morre. Esta estrela se transforma em uma anã branca. O processo depende do seu equilíbrio e da capacidade do corpo celeste evoluir em novos estágios.

Se houver uma pressão equivalente empurrando a matéria interna para fora do centro de gravidade, e uma pressão externa empurrando os átomos em direção ao núcleo, então a estrela entrará em um período de fase ativa, onde o hidrogênio começará a se converter em hélio.

Quando o hidrogênio se esgotar e o hélio começar a ser convertido, a estrela original morre e seu núcleo remanescente se transforma em uma anã branca.

Anã branca

O núcleo de uma estrela anã branca envolve-se em camadas de hidrogênio, que ainda queimam, continuando a se fundir. Se quando uma estrela morre esse for o caso, ela se expande, crescendo e eventualmente se transforma novamente, tornando-se uma gigante vermelha.  Em vez de morrer, o processo recomeça; só que agora a anã branca começa um novo estágio como gigante vermelha.

Gigante vermelha

Durante a fase de gigante vermelha, a estrela funde todo o seu estoque de hélio para formar carbono e, após, oxigênio. No entanto, a estrela deve ter energia suficiente, ou então sua camada externa começará a se desprender, deixando para trás um núcleo inativo ou apenas moléculas de oxigênio e carbono.

A gigante vermelha, em seguida, volta a ser uma anã branca, mas apenas uma remanescente dela. Teoricamente, o que sobrou da anã branca se torna a hipotética anã negra – no entanto, isso ainda não foi cientificamente comprovado.

Se as estrelas gigantes vermelhas tiverem energia suficiente, ao invés de morrer, se transformam em uma nebulosa.

O Limite de Chandrasekhar

O chamado “Limite de Chandrasekhar” equivale a estrelas com até 1,4 vezes a massa do Sol. Se uma estrela atinge sua fase produtiva e está abaixo do limite de Chandrasekhar, ela se torna uma anã branca.

No entanto, se a estrela é maior que esse limite, uma estrela de nêutrons se forma. Se a estrela for mais do que cinco vezes a massa do Sol, então a queima de hidrogênio será interrompida, formando uma supernova – e qualquer outro material estelar forma um buraco negro. 
Fonte: Sciencing.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Artigos Mais Lidos