segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Nova Classificação do Sistema Solar

Em 24 de agosto de 2006, Plutão deixou de ser um planeta do Sistema Solar e foi classificado na nova categoria de “planeta anão”, conforme decisão em Praga, da assembléia geral da União Astronômica Internacional (IAU). Os mais de 2.500 cientistas de 75 países reunidos na capital tcheca, inclusive o Brasil, decidiram criar três categorias para classificar esses corpos celestes. No primeiro grupo estão oito planetas: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. O nono planeta da antiga organização do Sistema Solar, Plutão, se tornou um “planeta anão” e hoje tem a companhia do antigo asteróide, Ceres e dos corpos celestes, Eris, Haumea, Makemake e Sedna, dentre outros. Já o terceiro grupo é o dos corpos pequenos do Sistema Solar. São todos aqueles que, como os planetas, orbitam o Sol, mas não são satélites.

Os cientistas reconheceram que foi cometido um erro quando Plutão foi classificado como planeta em 1930, data na qual o cientista americano Clyde Tombaugh o avistou. Desde sua descoberta Plutão é alvo de disputa, sobretudo por causa de seu tamanho. Após novos estudos foi constatado que ele é menor do que se pensava anteriormente. Alguns fatores que contribuíram para a nova classificação de Plutão foi o fato de ele ser menor que a Lua e por ter uma órbita pouco convencional, cuja inclinação não é paralela à da Terra e aos dos outros sete planetas do Sistema Solar. Esta nova forma de classificação do Sistema Solar será mais fácil de explicar para as crianças. São oito planetas maiores e depois um grande número de “planetas anões”. Para melhor visualização, apresentamos a seguir uma representação artística da maioria dos corpos celestes atualmente catalogados, em ordem de tamanho, começando com a nossa Lua, para efeito de comparação.

Definição de planeta:Corpo que órbita uma estrela mais não é uma estrela. Mais possui massa para que a gravidade o torne esférico. Todo corpo com diâmetro de 800 km e massa 500 quatrilhões de toneladas é definido planeta.
Nova classe:Os Plútons residem em órbitas que levam mais de 200 anos para serem completadas, fora do eixo dos planetas clássicos e pouco circulares.
Planetas clássicos :São corpos celestes que orbitam o Sol, que tem massa suficiente para ter gravidade própria. São eles: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.
Planetas anões:Até o momento são considerados planetas anões: Plutão, Eris (UB303 ou Xena) e Ceres. Porém existem 12 outros corpos do Sistema Solar.
Pequenos corpos:Todos os outros corpos que orbitam o Sol, que não sejam satélites, serão referidos coletivamente desta forma.
Fonte:Astronomy.com

6 comentários:

  1. é muito interessante a organização e classificação dos cientistas, mas fico pensando será que existe habitantes nos palnetas além da terra? será que só a terra é habitada? então porque a existência dos palnetas? se não tem ninguem, pra que serve os outros se só a terra tem habitantes. É um misterio que ate hoje ninguem desvendou.

    ResponderExcluir
  2. Será que somos unicos no universo?

    ResponderExcluir
  3. Porque Caronte esta ali? Caronte e um satélite de Plutão junto com Nix, Hidra e P4. Xena e o planeta Eris, e ainda faltam os planetas anões Makemake e Haumea

    ResponderExcluir
  4. Cleio que não somos os unicos do Universo,a verdade está la fora!

    ResponderExcluir
  5. EU creio que nao somos os unicos habitantes em um planeta,mas se um dia isso for comprovado vai gerar muitos problemas para a humanidade!Rsrs =)

    ResponderExcluir
  6. http://facebule.blogspot.com.br/
    Entrem nesse blog e vejam as postagens mais malucas. Você vai se surpreender!

    ResponderExcluir

Se você achou interessante essa postagem deixe seu comentario!