Postagens

Mostrando postagens de Novembro 30, 2017

O instrumento MUSE completa o mais profundo rastreio espectroscópico executado até hoje

Imagem
Dez artigos científicos exploram as profundezas por mapear do Campo Ultra Profundo Com o auxílio do instrumento MUSE montado no Very Large Telescope do ESO no Chile, astrônomos efetuaram o rastreio espectroscópico mais profundo realizado até à hoje. Os pesquisadores focaram-se no Campo Ultra Profundo do Hubble, medindo distâncias e propriedades de 1600 galáxias muito fracas, incluindo 72 galáxias que nunca tinham sido detectadas antes, nem mesmo com o próprio Hubble. 
Este conjunto de dados inovador deu já origem a dez artigos científicos, que estão sendo publicados num número especial da revista Astronomy & Astrophysics. Esta enorme quantidade de novos dados fornece aos astrônomos informações sobre a formação estelar no Universo primordial, permitindo o estudo dos movimentos e outras propriedades das galáxias primitivas — possível graças às capacidades espectroscópicas únicas do MUSE.
A equipe do Rastreio MUSE HUDF, liderada por Roland Bacon da Universidade de Lyon (CRAL, CNRS), Fra…

M42: A grande nebulosa de Orion

Imagem
Poucos objetos astronômicos instigam mais a imaginação do que o berçário estelar localizado próximo de nós e conhecido como a Nebulosa de Orion. O gás brilhante da nebulosa rodeia estrelas jovens e quentes na borda de uma imensa nuvem molecular interestelar. Muitas das estruturas filamentares visíveis nessa imagem, são na verdade ondas de choque, frentes onde o material que está se movendo rapidamente, encontra com o gás se movendo mais lentamente. A Nebulosa de Orion se espalha por cerca de 40 anos-luz, e está localizada a cerca de 1500 anos-luz de distância da Terra no mesmo braço espiral da nossa galáxia, onde está localizado o Sol. A Grande Nebulosa em Orion, pode ser encontrada até mesmo a olho nu, um pouco abaixo e a esquerda das três marias, o conjunto de três estrelas alinhadas que consistem no Cinturão de Orion. A imagem acima foi feita em Outubro de 2017 e mostra duas horas de exposição da nebulosa em três cores. A complexa Nuvem da Nebulosa de Orion, completa, que inclui a …