Postagens

Mostrando postagens de Maio 27, 2019

Descobertos três novos modos de detectar ondas gravitacionais

Imagem
A fusão de estrelas de nêutrons e de buracos negros gera ondas gravitacionais que podem ser detectadas Universo afora.[Imagem: Karan Jani/Georgia Tech]

Como detectar ondas gravitacionais
As ondas gravitacionais podem ser detectadas por pelo menos outros três mecanismos, diferentes dos usados até agora pelos laboratórios LIGO e Virgo, e que valeram o Nobel de Física de 2017.  As primeiras ondas gravitacionais foram detectadas em Setembro de 2015 e, apesar de terem sido lançadas dúvidas sobre a análise dos dados pelo consórcio LIGO-Virgo, o feito despertou o interesse em um assunto sobre o qual pouco se falava desde a previsão da existência do fenômeno, feita por Albert Einstein há mais de cem anos.
Esse interesse levou Éanna Flanagan e colegas da Universidade de Cornell, nos EUA, a revisar o arcabouço matemático usado para descrever os efeitos observáveis gerados pelas ondas gravitacionais, conhecidos como "efeitos persistentes. O trabalho resultou, mais do que em um aprimoramento da…

Poderíamos mover todo o planeta Terra para uma nova órbita?

Imagem
Quão difícil seria mover nosso planeta para outra órbita?(Imagem: © Shutterstock)
No filme chinês de ficção científica The Wandering Earth , lançado recentemente na Netflix, a humanidade tenta mudar a órbita da Terra usando enormes propulsores para escapar do sol em expansão - e evitar uma colisão com Júpiter.
O cenário pode um dia se tornar realidade. Em cinco bilhões de anos, o sol ficará sem combustível e se expandirá, provavelmente engolindo a Terra . Uma ameaça mais imediata é um apocalipse do aquecimento global. Mover a Terra para uma órbita mais ampla poderia ser uma solução - e isso é possível na teoria.
Mas como poderíamos fazer isso e quais são os desafios de engenharia? Por uma questão de argumento, vamos supor que pretendemos mover a Terra de sua órbita atual para uma órbita de 50% mais longe do sol, semelhante à de Marte.
Temos planejado técnicas para mover pequenos corpos - asteróides - de sua órbita por muitos anos, principalmente para proteger nosso planeta dos impactos. A…

Ventos ocultos em Júpiter podem estar brincando com seu imenso campo magnético

Imagem
Esta imagem ilustra os campos magnéticos de Júpiter em um único momento no tempo.(Imagem: © NASA / JPL-Caltech / Harvard / Moore e outros)
O campo magnético de Júpiter mudou desde a década de 1970, e os físicos provaram isso.
Isso não é exatamente uma surpresa. O campo magnético da Terra , o único campo planetário para o qual temos boas medições em andamento, muda o tempo todo. Mas a nova informação é importante, porque essas pequenas mudanças revelam detalhes ocultos do "dínamo" interno do planeta, o sistema que produz seu campo magnético.
Em um artigo publicado em 20 de maio na revista Nature Astronomy , uma equipe de pesquisadores analisou dados de campo magnético de quatro missões anteriores a Júpiter (Pioneer 10, que chegou a Júpiter em 1973; Pioneer 11, que chegou a Júpiter em 1974; Voyager 1, que chegou a Júpiter em 1979 e Ulisses, que chegou a Júpiter em 1992). [ 10 lugares no sistema solar que gostaríamos mais de visitar ]
Eles compararam esses dados a um mapa do campo …