Postagens

Mostrando postagens de Novembro 22, 2017

Instrumento MUSE do VLT detecta gigantesca estrutura ao redor de QUASAR distante

Imagem
Esta Foto da Semana mostra uma enorme nuvem de gás em torno do quasar longínquo SDSS J102009.99+104002.7, obtida pelo instrumento MUSE (Multi Unit Spectroscopic Explorer) montado no Very Large Telescope do ESO (VLT) no Observatório do Paranal. Os quasares são centros luminosos de galáxias ativas, que se mantêm em atividade devido ao material que cai no seu buraco negro central supermassivo. Este quasar e a nuvem ao seu redor situam-se a um desvio para o vermelho maior que 3, o que significa que estão sendo observados apenas 2 bilhões de anos após o Big Bang.  A nuvem de gás (ou nebulosa) que rodeia o quasar é conhecida pelos astrônomos como uma Enorme Nebulosa Lyman-alfa. Este tipo de nebulosas são estruturas de gás massivas que se formaram no Universo primordial e podem ajudar os astrônomos a compreender melhor como é que o momento angular — que explica a rotação que se observa nas galáxias mais recentes — se criou no Universo.  Graças ao instrumento MUSE revolucionário, é agora possív…

NGC7822: Estrelas e pilares de poeira em infravermelho

Imagem
Estrelas jovens estão limpando seus próprios berçários na NGC 7822. Dentro da nebulosa, bordas brilhantes e complexas esculturas de poeira dominam essa detalhada imagem feita na luz infravermelha pelo satélite Wide Field Infrared Survey Explorer da NASA, o WISE. A NGC 7822 localiza-se na borda de uma gigantesca nuvem molecular na constelação de Cepheus, um a brilhante região de formação de estrelas localizada a cerca de 3000 anos-luz de distância da Terra. A emissão atômica da luz pelo gás da nebulosa é gerada pela radiação energética de estrelas quentes, cujos ventos poderosos  e a luz também esculpem e erodem as formas mais densas de pilares. Estrelas ainda podem estar se formando dentro dos pilares, pelo colapso gravitacional, mas enquanto os pilares são erodidos, qualquer estrela em formação terá seu processo interrompido devido ao corte do seu reservatório de poeira e gás. O campo imageado acima se espalha por cerca de 40 anos-luz na distância estimada da NGC 7822.  Fonte: https:/…

Velocista espacial: astrônomos descobrem planeta mais rápido de todos

Imagem
O telescópio espacial Kepler, que já ajudou a descobrir cerca de 2,3 mil exoplanetas durante sua missão em busca de planetas K2, tem sido fundamental para identificar o planeta que percorre sua órbita mais rápido de todos.  Um dia na Terra, ou seja, o tempo que leva para fazer a rotação completa, dura aproximadamente 24 horas, enquanto um ano é de 365 dias, durante os quais nosso planeta faz um giro completo ao redor do Sol. Mas no planeta EPIC 246393474 b, as coisas são diferentes, pois lá, um ano dura apenas sete horas.
Deste modo, este planeta também conhecido como C12_3474 b (segundo diferentes catálogos de estrelas), é o planeta mais rápido descoberto até hoje. Seu período orbital é de apenas 6,7 horas, de acordo com um relatório do Phys.org. Vale destacar que o recém-descoberto planeta recordista é na verdade muito grande, sendo três vezes maior do que a Terra e 5,3 vezes mais denso. Isso significa que o planeta tem um sólido corpo rochoso pesado com muito ferro, cujo teor atinge…

Lava ou não, o exoplaneta 55 CANCRI E tem provavelmente uma atmosfera

Imagem
Impressão de artista da superterra 55 Cancri e e da sua estrela hospedeira. O exoplaneta tem provavelmente uma atmosfera mais espessa que a da Terra mas com ingredientes parecidos. Crédito: NASA/JPL-Caltech
Com o dobro do tamanho da Terra, pensa-se que a superterra 55 Cancri e tenha fluxos de lava à superfície. O planeta está tão perto da sua estrela, que o mesmo lado está sempre orientado para a estrela, de modo que tem um lado permanentemente diurno e um lado permanentemente noturno. Com base num estudo de 2016 usando dados do Telescópio Espacial Spitzer da NASA, os cientistas especularam que a lava flui livremente em lagos no lado iluminado e torna-se dura na face em escuridão perpétua. A lava na face diurna refletiria a radiação da estrela, contribuindo para a temperatura geral observada do planeta.
Agora, uma análise mais profunda dos mesmos dados do Spitzer descobriu que este planeta provavelmente tem uma atmosfera cujos ingredientes podem ser semelhantes aos da atmosfera da Terra…

Primeira mensagem enviada ao espaço em busca de vida extraterrestre

Imagem
Mensagens a Extraterrestres Inteligentes
Somos os únicos habitantes do universo? Ou em algum canto do espaço infinito existem outras civilizações, inclusive mais avançadas do que a nossa?
Essa é uma das perguntas feitas pelo METI (sigla em inglês para Mensagens a Extraterrestres Inteligentes, organização com sede nos Estados Unidos), que busca respostas enviando mensagens a outros planetas localizados nas chamadas "zonas habitáveis" do espaço - regiões onde a temperatura é adequada para a existência de água e de outros elementos necessários à manutenção da vida, fatores em geral possibilitados por uma distância específica da estrela mais próxima.
A organização enviou sua primeira mensagem em outubro em direção à estrela GJ 273, também conhecida como Estrela de Luyten, que fica a 12 anos-luz do nosso planeta.
Em março, astrônomos descobriram dois planetas orbitando ao redor dessa anã vermelha - como são chamadas estrelas com luz mais fraca, portanto mais frias que o Sol - localiz…