Postagens

Mostrando postagens de Agosto 1, 2019

Satélite TESS descobre "primeira super-Terra próxima"

Imagem
A apenas 31 anos-luz da Terra, o exoplaneta GJ 357 d capta a luz de sua estrela hospedeira GJ 357, nesta representação artística. Crédito: Jack Madden / Cornell University
Uma equipe internacional de astrônomos liderado por Lisa Kaltenegger, da Universidade Cornell (EUA), encontrou o primeiro planeta potencialmente habitável fora de nosso sistema solar. A informação foi publicada na revista científica Astrophysical Journal Letters.  Ele está a 31 anos-luz de nós, e foi chamado de GJ 357 d. O Transiting Exoplanet Survey Satellite(TESS) da NASA o localizou no começo de 2019 em uma missão que procurava por exoplanetas.
O exoplaneta é muito maior que o nosso, e se tiver uma atmosfera grossa, ele poderia manter água líquida em sua superfície como a Terra.  Isso é empolgante, já que esta é primeira Superterra próxima da humanidade que pode abrigar vida – descoberta por TESS, nossa pequena e poderosa missão que tem um alcance enorme”, diz Kaltenegger, que além de professora de astronomia e dir…

O espaço entre as galáxias parece vazio, mas não está

Imagem
As galáxias podem estar separadas pela distância de milhões de anos luz. Essa imensidão, talvez, pareça vazia, mas na realidade contém mais matéria do que as próprias galáxias.Se você pegasse um metro cúbico, poderia ter menos do que um átomo,” falou o astrônomo da Universidade do Colorado Boulder, Michael Shull, à Live Science. “Mas quando você soma tudo, está entre 50 e 80% de toda a matéria comum lá fora”.
De onde veio a matéria entre as galáxias
Também chamada de meio intergaláctico, a matéria entre as galáxias é composta principalmente por hidrogênio quente e ionizado, com um pouco de elementos mais pesados como carbono, oxigênio e silício. Uma vez que esses elementos não são brilhantes o suficientes para serem vistos diretamente, os cientistas identificaram sua presença devido à assinatura que deixam na luz que passa por perto.
Nos anos 1960 os astrônomos descobriram objetos extragalácticos extremamente brilhantes, os quasares. Pouco tempo depois perceberam que faltava parte da luz…

Paisagem Estelar de Cisne

Imagem
Em pinceladas de poeira interestelar e hidrogénio gasoso incandescente, esta bela paisagem estelar está pintada no plano da Via Láctea, perto do extremo norte do chamado "Great Rift" e da constelação de Cisne. Composta por três diferentes telescópios e com cerca de 90 horas de dados de imagem, o mosaico de campo amplo mede uns impressionantes 24 graus no céu. A estrela alfa de Cisne, a supergigante brilhante e quente Deneb, está perto do topo central. Repleto de estrelas e nuvens luminosas de gás, Cisne é também o lar da escura Nebulosa do Saco de Carvão do Norte, que se estende de Deneb até ao centro da imagem. 
O brilho avermelhado das regiões de formação estelar NGC 7000, da Nebulosa da América do Norte e de IC 5070, a Nebulosa do Pelicano, estão para a esquerda de Deneb. A Nebulosa do Véu destaca-se para baixo e para a esquerda do centro. Um remanescente de supernova, o Véu fica a cerca de 1400 anos-luz de distância, mas muitas outras nebulosas e aglomerados de estrelas s…