Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 24, 2018

Missão Juno da NASA detecta trens de ondas de Júpiter

Três ondas podem ser vistas neste trecho de uma imagem da JunoCam tirada em 2 de fevereiro de 2017, durante o quarto sobrevoo de Juno em Júpiter. A região imaginada nesta imagem é parte da banda visivelmente escura ao norte do equador de Júpiter conhecido como o Cinturão Equatorial do Norte. Crédito da imagem: NASA / JPL-Caltech / SwRI / MSSS / JunoCam
Estruturas massivas de ar se movendo que parecem como ondas na atmosfera de Júpiter foram detectadas a primeira vez pelas missões das sondas Voyager da NASA, durante os sobrevoos pelo planeta em 1979. A câmera JunoCam a bordo da missão Juno da NASA na órbita de Júpiter também tem feito imagens detalhadas da atmosfera do Gigante Gasoso. A JunoCam tem detectado trens de ondas atmosféricos, estruturas atmosféricas que se seguem, uma após as outras enquanto varrem todo o planeta, com a maior parte delas concentrada perto do equador de Júpiter.
O imageador JunoCam consegue resolver as menores distâncias entre as cristas individuais das ondas n…

Marte pode ter oxigênio suficiente para sustentar a vida, diz estudo

Em alguns locais, a quantidade de oxigênio disponível poderia até mesmo manter vivo um animal primitivo multicelular como uma esponja A água salgada sob a superfície de Marte poderia conter oxigênio suficiente para sustentar o tipo de vida microbiana que emergiu e floresceu na Terra bilhões de anos atrás(foto: Nasa/Divulgação ) A água salgada sob a superfície de Marte poderia conter oxigênio suficiente para sustentar o tipo de vida microbiana que emergiu e floresceu na Terra bilhões de anos atrás, reportaram cientistas nesta segunda-feira (22).
Em alguns locais, a quantidade de oxigênio disponível poderia até mesmo manter vivo um animal primitivo multicelular como uma esponja, escreveram na revista científica Nature Geosciences.  
"Nós descobrimos que a salmoura" - água com altas concentrações de sal - "em Marte pode conter oxigênio suficiente para que micróbios possam respirar", afirmou Vlada Stamenkovic, principal autor do estudo, físico teórico do Laboratório de Pr…

Bolhas de sopro de estrelas recém-nascidas na nebulosa da pata do gato

Essa imagem feita pelo Telescópio Espacial Spitzer da NASA, mostra a Nebulosa da Pata do Gato, denominada assim, devido às grandes feições circulares que criam a impressão de uma impressão digital de um felino. A nebulosa é uma região de formação de estrelas na Via Láctea, localizada na constelação de Escorpião. A distância da Terra até a nebulosa é estimada entre 4200 e 5500 anos-luz.
Delimitada por nuvens verdes, as bolhas vermelhas brilhantes são as feições dominantes na imagem, que foi criada usando dados de dois instrumentos do Spitzer. Depois que o gás e a poeira dentro da nebulosa colapsa para formar estrelas, as estrelas podem aquecer o gás pressurizado a sua volta, fazendo com que ele se expanda no espaço, criando as bolhas.
As áreas em verde, mostram locais onde a radiação das estrelas quentes colide com as grande moléculas chamadas de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, fazendo com que brilhe com a fluorescência. Em alguns casos, as bolhas podem eventualmente explodir, c…