Neil Armstrong: primeiro homem a pisar na lua morre, mas seu legado permanece

O legado de Neil

Neil Alden Arsmtrong nasceu em Wapakoneta, no estado norte-americano de Ohio, em 5 de agosto de 1930. A carreira de Neil começou na Marinha dos Estados Unidos, combatendo na Guerra da Coreia como piloto de caça. Depois de servir como um aviador naval de 1949 a 1952, ele entrou para o Comitê Consultivo Nacional para a Aeronáutica (NACA), em 1955.  Ao longo dos próximos 17 anos, ele exerceu as funções de engenheiro, piloto de testes, astronauta e administrador da NACA e sua agência sucessora, a Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço (NASA). Neil acumulou mais de 900 voos em cerca de 200 modelos diferentes de aeronaves, incluindo jatos, foguetes, helicópteros e planadores.

Em 1962, ele ganhou oficialmente o status de astronauta. Designado como piloto de comando para a missão Gemini 8, lançada em 16 de março de 1966, Armstrong realizou o primeiro pouso bem sucedido de dois veículos no espaço. Mais tarde, seu ato mais marcante ocorreria: como comandante da nave espacial Apollo 11 de 1969, a primeira missão tripulada de pouso lunar, Armstrong se tornou o primeiro homem a pousar uma nave na lua e pisar em sua superfície. Ainda em sua carreira na NASA, Armstrong ocupou o cargo de vice-administrador associado na sede da agência em Washington. Nessa posição, ele foi responsável pela coordenação e gestão da investigação da NASA em geral, e do seu trabalho tecnológico relacionado com a aeronáutica.

Em fins de 1970, decidiu que não iria mais ao espaço e retirou-se da NASA. Tornou-se então professor de engenharia aeroespacial na Universidade de Cincinnati, cargo que ocupou até 1979. Durante os anos 1982-1992, Neil foi presidente da empresa Computing Technologies for Aviation, em Charlottesville, Virgínia, e também foi conselheiro de outras companhias. Ainda na aérea dos estudos, ele recebeu um bacharelato em Engenharia Aeronáutica pela Universidade de Purdue e um mestrado em Engenharia Aeroespacial pela Universidade do Sudeste da Califórnia, além de possuir doutorados honorários de várias universidades.

Neil também era membro de diversas sociedades e instituições, como a Sociedade de Pilotos de Teste Experimentais e a Sociedade Real Aeronáutica, além de ser membro honorário do Instituto Americano de Aeronáutica e Astronáutica e da Federação Internacional de Astronáutica. Condecorado por 17 países, o herói Neil ganhou muitos prêmios especiais, como a Medalha Presidencial da Liberdade, a Medalha de Ouro do Congresso, a Medalha de Honra do Congresso Espacial, a Medalha de Serviços Distintos da NASA e diversos outros. No último sábado, 25 de agosto, Neil faleceu após complicações resultantes de uma cirurgia cardiovascular. Segundo sua família, o astronauta serviu a nação americana com orgulho, e, para todos aqueles que quiserem lhe prestar uma homenagem, basta, da próxima vez que caminharem sob uma noite clara e observarem a lua, sorrirem e pensarem que Neil Armstrong pisca para vocês.
Fonte: Hypescience.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton