Aquecimento global pode ser combatido com nuvem de poeira de asteroide com 5 quatrilhões de Kg .

Pesquisadores escoceses apresentaram uma ideia intrigante para combater o aquecimento global. O princípio seria retirar poeira de um asteroide para criar nuvens gigantescas que agiriam como filtros dos raios solares. A pesquisa é da Universidade de Strathclyde e a instituição acredita que um asteroide de tamanho médio poderia ser desviado para uma posição próxima à da Terra para que o processo seja realizado. Se o asteroide for mantido em órbita com a Terra, isso criaria um campo gravitacional favorável para manter as partículas de poeira próximas de nós, evitando assim que elas se dispersem e desapareçam no espaço. Esta ideia é a mais recente de um projeto ambicioso que visa alterar o clima do planeta, refletindo, desviando ou absorvendo a radiação solar.

Um estudo realizado pelo Painel Intergovernamental das Nações Unidas para Mudanças do Clima afirma que as temperaturas irão subir entre 1,1 ºC e 6,4 ºC até o fim deste século. Russell Bewick, um dos chefes da pesquisa, declarou ao LiveScience: “As pessoas às vezes acham que a solução seria criar telas gigantes para bloquear o Sol inteiro, mas não é o caso. Eu gostaria de deixar claro que nunca sugeri que as novas técnicas substituíssem as reduções nas emissões de carbono”. Ele continua: “Podemos ganhar tempo para encontrar uma solução duradoura para combater as mudanças climáticas. A nuvem de poeira não é uma ação permanente, mas poderia compensar os efeitos das mudanças em determinado tempo para tornar lentas as medidas de como iremos capturar o carbono excedente”.

Uma proposta antiga sugeria a possibilidade de sombrearmos a Terra através de espelhos gigantescos que ficariam em órbita. Outra ideia envolve o uso de cobertores de poeira para tampar o Sol. Todas essas ideias seriam extremamente caras e a nova proposta diz que se trata de uma opção bem mais barata, no entanto, as forças gravitacionais da Terra, da Lua e do Sol dispersariam toda a poeira. Para que isso não aconteça, a equipe propõe uma ação inovadora, utilizando a própria força gravitacional para ancorar as nuvens de poeira. O asteroide seria posicionado em um ponto conhecido como Lagrange L1, um local no espaço onde o campo gravitacional do Sol e da Terra entra em equilíbrio. O L1 é cerca de quatro vezes a distância da Terra à Lua.

O asteroide seria equipado com um condutor de massa e eletroímãs que conseguiriam fazer manobras na posição do asteroide. Eles também seriam capazes de provocar desgastes na superfície para expelir mais poeira que se acumularia na nuvem. Os pesquisadores identificaram o asteroide 1036 Ganymed como o melhor candidato para a ideia. Eles acreditam que a nuvem de poeira produzida bloquearia 6,58% da radiação solar que atinge a Terra, suficiente para combater os atuais níveis do aquecimento global. A nuvem de poeira gerada seria de 5 quatrilhões de Kg de massa com 1.600 quilômetros de largura.
Fonte: Jornal Ciência

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton