A Nebulosa Retângulo Vermelho pelo Hubble

Créditos e direitos autorais : ESA, Hubble, NASA
Como foi criada a incomum nebulosa Retângulo Vermelho? No centro da nebulosa encontra-se um jovem sistema estelar binário que certamente alimenta a nebulosa, mas ainda não explica suas cores. O formato incomum da Retângulo Vermelho deve-se, provavelmente, a um grosso toróide de poeira que distorce o fluxo, que de outra forma seria esférico, dando a ele um formato de cone com pontas. Como vemos o toróide de lado, as extremidades das formas cônicas parecem formar um X. Os degraus que se evidenciam, sugerem que o fluxo ocorre aos trancos e barrancos. As cores incomuns da nebulosa são ainda menos entendidas e as especulações atuais sustentam que elas se devem parcialmente a moléculas de hidrocarbonetos que podem mesmo ser os elementos fundamentais da vida orgânica. A Nebulosa Retângulo Vermelho encontra-se a cerca de 2.300 anos-luz de distância na direção da constelação do Unicórnio (Monoceros). A nebulosa é mostrada acima em detalhes sem precedentes, conforme foi recentemente fotografada pelo Telescópio Espacial Hubble. Em alguns milhões de anos, quando sua estrela central esgotar ainda mais seu combustível nuclear, a Retângulo vermleho provavelmente irá desabrochar em uma nebulosa planetária.
Fonte: NASA

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton