A Contorcionista extremamente brilhante

Créditos:ESA / Hubble & NASA

O objeto contorcido registrado pelo Hubble nessa imagem é a IRAS 22491-1808, também conhecida como Galáxia da América do sul. Essa é uma galáxia infravermelha ultraluminosa, ou uma ULIRG, que emite uma grande quantidade de luz nos comprimentos de onda do infravermelho. A razão para a sua intensa emissão no infravermelho está no episódio de forte atividade de formação de estrelas, que foi disparado por uma colisão entre duas galáxias em interação.
 
Nessa imagem a forma torcida esconde um grande número de feições. Na região central, que é muito complexa e perturbada, os cientistas têm sido capazes de distinguir dois núcleos, partes remanescentes de duas diferentes galáxias que estão atualmente colidindo para formar uma nova. A IRAS 22491-1808 está entre as mais luminosas desse tipo de galáxias, e é considerada como se estivesse no meio da sua fase de fusão.
 
O centro desse objeto também mostra alguns intensos nós de formação de estrelas, que, como vistos na imagem, na verdade brilham mais que seu núcleo nos comprimentos ópticos da luz. Para poder identificar os dois núcleos em fusão na IRAS 22491-1808, os cientistas têm que observar essa galáxia no comprimento de luz do infravermelho, onde eles são mais distintos.
 
Outros traços da colisão galáctica são as três caudas bem distintas que podem ser vistas na imagem – duas lineares e uma circular. A cauda se estende em direção à parte inferior da imagem desde o corpo principal exibindo concentrações avermelhadas de formação de estrelas na sua base.
Fonte: http://www.spacetelescope.org

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Tipos de Estrelas

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton