9 de ago de 2013

Até onde conseguimos ver no Universo?

Por enquanto, conseguimos captar luz visível até uma distância gigantesca de 130 bilhões de trilhões de quilômetros (o número 13 seguido de 22 zeros) - ou 13 bilhões de anos-luz, se usarmos o jeito astronômico de medir distâncias. Tudo graças aos nossos melhores óculos para ver o céu, o telescópio espacial Hubble. O mais fascinante é que a habilidade desse aparelho para enxergar tão longe equivale, de certa forma, a uma viagem no tempo. Afinal, quando dizemos que uma coisa está a 13 bilhões de anos-luz, isso significa que a luz emitida por esse objeto levou justamente 13 bilhões de anos para chegar até aqui. Por isso, o Hubble enxerga não exatamente uma galáxia distante, mas a cara que ela tinha muito antes de a Terra ter se formado.
 
Pela velocidade com que as galáxias se afastam umas das outras, estima-se que todas elas estavam aglutinadas em um ponto microscópico que explodiu em algum momento entre 13,7 bilhões e 15 bilhões de anos atrás. A uma distância dessas, tudo o que o Hubble consegue ver são quasares, corpos que surgem quando galáxias se chocam. Como a maior parte dos quasares está a pelo menos 10 bilhões de anos-luz, isso indica que nos primórdios do Universo as galáxias se espremiam em um espaço muito menor do que hoje, a ponto de uma bater na outra de vez em quando. Essa constatação impulsionou a teoria do big bang e a idéia de que o Universo está em expansão. Quando apontamos o olhar para longe, acabamos enxergando bem mais do que a gente espera!
Fonte: Mundo estranho
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...