A Nebulosa da Caverna – SH2-155

Essa imagem incrivelmente bela captura uma das mais complexas nebulosas que se pode obter uma imagem decente. A nebulosa é conhecida como SH2-155, também chamada de Caldwell 9 ou a Nebulosa da Caverna. A região propriamente dita é bem complexa, contendo algumas diferentes nebulosas de vários tipos. Em primeiro lugar, nós temos uma apagada, porém excepcionalmente brilhante nebulosa de emissão difusa, que nesse caso está envolta por bolsões espessos de poeira interestelar. Ela sozinha tem um raio de aproximadamente 35 anos-luz. Para colocar isso em perspectiva o sistema planetário mais próximo da Terra – o sistema de estrelas triplas Alpha Centauri – está localizado a mais de 4 anos-luz da Terra, ou seja, só essa nebulosa tem um raio quase que 9 vezes maior.
 
A luz poderia sair do Sistema Solar e ir e voltar até Alpha Centauri quatro vezes antes dela fazer o caminho de um lado a outro da nebulosa. Em segundo lugar, temos uma região de formação de estrelas que tem uma forma crescente. Ela é composta de moléculas de hidrogênio duplamente ionizada. A ionização é causada por estrelas embebidas na Cepheus B, uma nuvem molecular localizada na periferia da região mostrada acima. Duas estrelas em particular, chamadas de HD 217061 e HD 217086 são responsáveis por todo o trabalho. Dentro dessa mesma região, nós podemos ver uma nebulosa de reflexão, uma nebulosa de emissão e uma nebulosa escura. Todas elas estão localizadas a aproximadamente 2400 anos-luz de distância na constelação de Cepheus.
Fonte: cienctec.com.br
(fromquarkstoquasars.com)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tipos de Estrelas

Galéria de Imagens - Os 8 planetas de nosso Sistema Solar

Nova Classificação do Sistema Solar

Como surgiu o primeiro átomo?

Os satélites naturais do Sistema Solar

Johannes Kepler

Veja os 10 maiores mistérios das estrelas

Isaac Newton